Dr. Joaquim Neto - Advogado


Vivemos em um mundo físico.

Sucede que o mundo físico é uma resultante de outros três mundos: o mundo mental, o mundo espiritual e o mundo emocional.

Nossa vida no mundo físico, o mundo da matéria, é uma vida que resulta dos pensamentos predominantes que advêm dos outros três mundos.

Sua vida, suas escolhas, como você vê o existir, o quanto você está ganhando financeiramente, os seus relacionamentos, sua profissão, tudo deriva do padrão predominante de pensamento dos outros três mundos. 

Em obviedade, seus resultados, o impacto que você causará no mundo, advirá do que você conversa internamente entre suas duas orelhas.

E a humanidade também vai receber o resultado destes seus pensamentos nestes três outros mundos.

Como você se gosta, mundo emocional, como você se vê capaz, mundo mental, e o que você tem de visão lúcida de espiritualidade, mundo espiritual, vai determinar sua passagem por esta existência.

Em sendo assim, invista nestes três mundos, somos-lhe todos agradecidos.

Por: Dr. Joaquim Neto - Advogado.

Dr. Sizino Ferreira Lima Neto


A Família Ferreira Lima sempre foi muito atuante em Surubim, desde o saudoso Monsenhor Luiz Ferreira Lima até os dias atuais. Um deles é o advogado Sizino Ferreira Lima Neto. Dr. Sizino, comumente conhecido, filho de Alcides Ferreira Lima e Maria Irene Ferreira Lima, é sócio, junto com Gildo Ferreira Lima, da Rádio Surubim AM, a mais antiga do município, que foi fundada pelo Monsenhor. Além disso, é procurador da Procuradoria da Fazenda Estadual, vinculado ao setor de inventário.

Para quem não sabe, Dr. Sizino presta uma grande colaboração ao Hospital São Luiz (HSL) de Surubim. “Eu me divido entre ajudar a Dr. Gildo e a Dra. Vera Cristina a levar o Hospital São Luiz. Não há vinculação estatuária nem remuneratória com o hospital, eu faço as Relações Públicas com os governos municipal, estadual e federal,” explica.

Sobre a Rádio Surubim AM, da qual é presidente e que no dia 21 de abril de 2018 completou 32 anos de existência na região, o advogado Sizino enfatiza que esta rádio é um marco importante na história da imprensa local. “A rádio fez 32 anos de atividades em 21 de abril. É uma grande vitória, por que me traz muita satisfação. Primeiro porque eu posso conversar com toda a população de Surubim. Ao mesmo tempo, por formar grandes radialistas. A grande maioria foram formados na Rádio Surubim AM.”

Dr. Sizino diz que ama Surubim e o seu amor não está expresso apenas na manutenção do HSL e da rádio. “Toda terça estou aqui, mas quando se faz necessário estou aqui a qualquer hora. Prestigio momentos importantes, meu celular é 24 horas e atende. Estou sempre à disposição do povo de Surubim e nunca ninguém de Surubim me ocupou que não fosse para tratar de assunto de alta relevância. Então, essa é a minha rotina e eu me sinto bem por estar em surubim,” disse.

Com predisposição para a política, já foi vereador de Surubim, eleito no ano de 1988, e na época foi o vereador mais votado no município. Também já foi vice-prefeito do município, na gestão de Murilo Barbosa. Em 1996, disputou a eleição para prefeito, mas não foi eleito. Segundo ele, a proposta foi fazer um governo sério, honesto e competente. Como não obteve êxito, decidiu seguir a profissão de procurador do Estado, mas nunca deixou de fazer política e de se disponibilizar para ajudar no desenvolvimento do município, “não com interesse de ser Ordenador de Despesa Pública, mas para assessorar, orientar, aconselhar os melhores caminhos e alternativas para o futuro de Surubim,” afirmou. E ainda faz uma comparação entre os seus ideais da política com o cenário atual.  “Quando a gente vê hoje, na era da Lava Jato, me dá uma grande alegria saber que, há 22 anos, eu já pregava a seriedade e a competência para que o dinheiro público rendesse,” ressaltou.

Amante também da sociologia, está sempre atento a pesquisas de opinião pública. De acordo com o advogado, gosta de estudar sociologia para entender como as pessoas se relacionam com a família, amigos e com os meios de comunicação.

A família Ferreira Lima Também é fundadora da Escola de Enfermagem Santa Edwirges, que fechou as portas recentemente.  “A escola Santa Edwirges funcionou por 10 anos e formou mais de 800 técnicos em Enfermagem, mas fechou porque só o Hospital São Luiz absorvia a maioria destes profissionais. As prefeituras da região e clínicas era um número ínfimo. Então com a crise econômica ficou inviável, por que todo mundo que trabalha de dia fazia um curso técnico à noite e tinha a esperança viva de trabalhar no que se faz. E como isso não foi possível, continuar com um curso aberto, a gente não estaria sendo honesto com os nossos alunos. Mas estamos lutando para trazer, no futuro, um curso superior para o município, se houver parcerias com os órgãos públicos,” esclareceu Dr. Sizino. Já em relação ao cenário nacional, é otimista e acredita que o país vai ultrapassar todas as dificuldades e sair da crise.

SIZINO FERREIRA LIMA NETO


Sizino Ferreira Lima Neto nasceu em Recife no dia 01 de janeiro de 1957. É filho de Alcides Ferreira Lima e Maria Irene Ferreira Lima. Irmãos: Gildo, Maria Cristina, Alcides Filho, Silvio e Maria Helena. É casado com Ana Theresa e tem dois filhos: Alcides Neto, que é advogado, e Maria Irene, psicóloga.
Sua infância foi dividida entre Surubim, Recife e Aliança. Vivenciou toda a trajetória estudantil em escolas públicas. Cursou a Educação Infantil no Jardim da Infância Ana Rosa, estudou no Grupo Escolar José Vilela, no Colégio de Aplicação, na Escola Estadual Governador Barbosa Lima e cursou Direito na Faculdade de Direito do Recife, instituição vinculada à Universidade Federal de Pernambuco. Concluiu a graduação em 1982.
Começou a trabalhar aos 20 anos, em 1977, antes mesmo de concluir o curso de Direito, ocupou o cargo de Oficial de Gabinete do governador Marco Maciel. Quando se formou, foi nomeado procurador de Pernambuco, cargo que ocupa até os dias atuais. Atualmente, desenvolve suas atividades no setor de inventários da Procuradoria Geral, sendo o procurador mais antigo em exercício de Pernambuco. 
Além de advogado, decidiu ingressar na carreira política, seguindo a vocação da Família Ferreira Lima, inspirado principal no Monsenhor Luiz Ferreira Lima, que foi prefeito de Surubim e que marcou a história do município com a implantação de obras importantes, entre elas, a Rádio Surubim AM e o Hospital São Luiz.  
Em 1988, concorreu na eleição municipal para ocupar o cargo de vereador de Surubim, foi eleito e obteve o maior número de votos, comparando-os aos demais candidatos. Também já foi vice-prefeito do município, na gestão de Murilo Barbosa. Em 1996, disputou a eleição para prefeito, mas não obteve êxito. Na época, se eleito, objetivava fazer um governo sério, honesto e competente. Como não conseguiu eleger-se, decidiu seguir a profissão de procurador do Estado, mas nunca deixou de fazer política e de se disponibilizar para ajudar no desenvolvimento do município.
Sizino ama Surubim, é inteligente, dinâmico, sociólogo convicto, está sempre atento às mudanças sociais e também tem grande habilidade para lidar com as pessoas e lideranças políticas. Além de exercer o cargo de procurador, assessora o Hospital São Luiz de Surubim, prestando apoio ao irmão Gildo Ferreira Lima, Draª Vera Coutinho Ferreira Lima e Draª Cristina Ferreira Lima. Realiza o trabalho de Relações Públicas desta instituição com outros órgãos governamentais, seja municipal, estadual ou federal. É também presidente da Rádio Surubim AM, a rádio mais antiga da cidade, com 32 anos de existência. 
“A política me deixou num ambiente salutar, porque não existe uma corrente política em Surubim que eu não transite bem. Eu amo Surubim de todo o coração e com toda intensidade. E estou sempre disponível para o povo desse município.”


Dr. Paulo Maciel 


Na atualidade, é muito comum as pessoas terem Doenças do Refluxo, além de problemas no estômago, no intestino, entre outros órgãos. Muitos fatores interferem nas doenças que afetam os órgãos do aparelho digestivo, entre eles a má alimentação e a má qualidade de vida. Especificamente sobre as doenças de refluxo, é sempre importante consultar um médico especialista para sanar o problema, mas para a população, em geral, manter-se informada sobre a causa desta doença é essencial para a prevenção da qualidade de vida. Com relação ao assunto, o médico Paulo Maciel possui 30 anos de experiência nesses casos. Ele é cirurgião geral, gastroenterologista, endoscopista digestivo, mestre em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo, diretor do SIMEPE Regional de Caruaru, e presta serviços de excelência na cura de doenças do trato digestivo e de demais órgãos, como fígado e baço, no Centro de Cirurgia e Endoscopia Paulo Maciel. 

BLOG MALUMA MARQUES - O que é a doença do refluxo?

DR. PAULO MACIEL - Entre o esôfago e o estômago nós temos o músculo diafragma e nessa área tem duas válvulas, uma pra o esôfago e outra para o diafragma. E quando o ácido do estômago vai para o esôfago temos aí o refluxo, pois o esôfago não suporta nada ácido; já o estômago é rico em ácido fluorídrico, então o refluxo machuca, dói, fere e pode sangrar.

BMM -  A doença do refluxo atinge quantas pessoas no Brasil?

PM - A média aproximada é variável por região, em média atinge entre 12 a 20% da população adulta.

BMM -  Como é feito o diagnóstico do problema de refluxo?

PM – Clinicamente, principalmente, por endoscopia, e um outro exame chamado Phmetria Esofágica.

BMM -  Têm pessoas que comem com muita pressa. Isso pode provocar algum problema de saúde?

PM - De maneira geral não tem muito problema. Mas se ele tem problemas de refluxo isso é ruim, por que vai acentuar esse refluxo.

BMM -  O que produz gases intestinais?

PM - Nós temos várias situações que produzem gases no intestino. A primeira é a doença do refluxo. Temos também a deficiência de enzima lactase; a alteração de quem tem deficiência genética, que não consegue ingerir o glúten, e a disbiose, que é a alteração da flora do intestino.

BMM -  O que pode causar o intestino preso?

PM - Chamado de constipação intestinal crônica. De maneira geral, a maioria dos casos é provocada por mau hábito alimentar intestinal. Outras pessoas que ingerem uma quantidade muito pequena de líquido por dia, isso também influi, pois as fezes não pastosas dificultam a evacuação, além da falta de fibras na alimentação, são a maioria dos casos de constipação, que pode ser tratada com a reeducação alimentar, com o uso de fibras principalmente.

BMM - Com relação ao fígado, por que muitos problemas demoram para serem detectados?

PM - O fígado é malvado porque nós só temos sintomas quando a coisa já está complicada. O tumor de fígado, se não fizer avaliação periódica, só se percebe quando obstrui as vias biliares e deixa a pessoa amarela. A maioria das hepatites só se percebe quando estão graves, quando estão numa fase bem adiantada. A cirrose, às vezes, o sintoma principal e inicial é a hemorragia digestiva, quando a pessoa começa a vomitar sangue, principalmente de quem consome álcool permanentemente. 

BMM -  O que causa a gastrite e qual o tratamento para curá-la?

PM - Uma bactéria que não se sabe bem a origem dela, mas que é muito existente. Até 25 anos atrás era um terror cuidar de gastrite porque só conseguíamos curar 3 a 5% dos pacientes. Depois foi descoberta a bactéria que causava gastrite, úlceras e tumores, e curada não se opera mais.  Em países subdesenvolvidos essa bactéria atinge 70% da população. Já em países desenvolvidos, com a qualidade de vida excelente, atinge apenas 30% da população. É uma bactéria que está no mundo todo, e gastrite nervosa não existe. O importante é matar a bactéria e pronto.  No entanto, existem pequenas gastrites crônicas que são incuráveis e fazemos apenas o controle delas com remédios para diminuir o ácido do estômago, bem como usamos remédios para aumentar a força do esôfago para tentar impedir ou diminuir o refluxo, ou realizamos cirurgia.

BMM -  Afta tem a ver com gastrite?

PM - Não, questões imunológicas e doenças do refluxo é que podem provocar afta.

BMM -  Como cirurgião geral, que tipo de cirurgia o senhor realiza?

PM - Sou especialista em vídeo cirurgia, opero útero, ovário, pâncreas, fígado, esôfago, vesícula, intestino grosso, popularmente as pessoas falam cirurgia a laser, sem abrir a barriga. Opero toda a região do abdômen e algumas coisas do tórax. Trato, de maneira pioneira, no agreste de Pernambuco, varizes dos membros inferiores com raio laser, doenças hemorroidárias com raio laser, retiro veia de safena com raio laser, e os pacientes têm alta no mesmo dia e no outro dia estão trabalhando normalmente.

BMM - O que a sua clínica oferece em relação à segurança no atendimento de seus pacientes?

PM - Nós realizamos endoscopia digestiva seguindo todas as resoluções da Sociedade Brasileira de Medicina e Endoscopia e da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva. Também seguimos todas as normas da Anvisa com relação ao sistema de esterilização contra infecção e isso dá segurança aos pacientes. Temos também suporte para atendimento de paciente caso tenha parada cardíaca, mas nesses trinta anos nunca tive isso na minha clínica. Somos pioneiros também no Agreste de Pernambuco no tratamento de veias safenas.

Serviços:

Centro de Cirurgia e Endoscopia Paulo Maciel.

Av. José Veríssimo, Nº 203-B
Caruaru-PE

Fone: (81) 3722.5566

Centro de Cirurgia e Endoscopia Paulo Maciel

Dr. Paulo Maciel e sua esposa Gabriela Maciel


Aprenda esta receita completa par sua família!



© REPRODUÇÃO / FRANCINHA

A carne assada pode virar um arroz carreteiro mais caprichado. Faça esta receita completa par sua família!

INGREDIENTES


6 xícaras de água
1 cabeça de alho
1 molho de cheiro verde
500g de carne picada pronta + 4 linguiças fatiadas prontas
2 cebolas médias
3 xícaras de arroz
azeite, sal e pimenta

MODO DE PREPARO


1-Em uma panela grande, adicione a cebola e o alho bem picados e 2-3 colheres de sopa de azeite e refogue.
2-Adicione a carne e a linguiça, mexa bem e deixe por uns 5 minutos.
3-Adicione o arroz, misture, adicione a água, misture e aumente o fogo. Quando começar a ferver diminua o fogo e deixe secar.
4-Prove e corrija o tempero se precisar. misture o cheiro verde picado e sirva


Por: Notícias ao Minuto.


Se não pretende engravidar, melhor se ligar nesses conselhos


© iStock

A pílula anticoncepcional foi criada no dia 18 de agosto de 1960 e de lá pra cá, essa conquista da mulher foi tomando forma, a ponto de descobrirmos os contra do uso deste contraceptivo.


Atualmente sabe-se que sua eficiência para tratar pessoas com ovários policísticos ou com a síndrome do ovário policístico, pessoas que queiram dimuir cólicas, fluxos, acnes e até a quantidade de pêlos no corpo, estão comprovadas.

Mas poucas gente sabe que para a pílula ser 100% efetiva é necessário se tomar um grande cuidado com o que ingerimos, pois pode correr o risco de cortar o efeito do anticoncepcional. Veja alguns casos que isto pode acontecer:

Remédios


Infelizmente, alguns remédios da família dos antibióticos cortam o efeito do anticoncepcional. Isso acontece porque a eliminação dos hormônios deixa de ser gradual e torna-se mais rápida. Mas, em relação à interferência somente há a comprovação de que alguns destes remédios tem esse efeito de anular o anticoncepcional. São eles: a rifampicina e rifabutina, utilizados para tratar tuberculose, hanseníase e prevenir a meningite.

Anticonvulsivantes


Alguns remédios conhecidos por auxiliar no tratamento de doenças convulsivas também podem atenunar a eficácia da pílula. Entre os exemplos, estão os que têm Fenitoína, Fenobarbital, Carbamazepina ou Topiramato em sua composição. Para maior segurança, utilizeum método adicional ou fale com o seu médico para tomar uma dose maior da pílula.

Antirretrovirais


Pessoas que precisem de medicamentos utilizados para o tratamento de infecções por retrovírus, como o HIV, também podem vir a engravidar mesmo com a utilização da pílula.

Ervas
 Erva-de-São-joão


Também conhecida como Hypericum é usada por muitas pessoas como um tratamento natural para a depressão e ansiedade, mas os especialistas afirmam que o seu uso pode ser muito prejudicial para quem utiliza anticoncepcionais por via oral e, por isso, aumenta a possibilidade de ficar grávida. A Agência de Produtos Médicos da Suécia, confirmou que o efeito desta planta em nosso organismo pode ser de até duas semanas. Por isso, há a necessidade de consultar um especialista para se prevenir de uma forma mais eficaz.

 Hibisco


Alguns médicos e estudiosos já afirmaram que o chá de hibisco interage de alguma forma com o anticoncepcional diminuindo a sua eficácia, porém nada foi comprovado até o momento. O que alguns dizem que pode vir a acontecer diz respeito a uma grande ingestão do chá de Hibisco o que poderia fazer com que ele o anticoncepcional pudesse ser eliminado mais rapidamente. Isso se daria por conta da característica diurética do Hibisco, que causaria a rápida eliminação do medicamento através da urina. Consequentemente, isso reduz a eficiência em proteger a mulher de uma possível gravidez.

Doenças


Determinadas condições médicas podem causar vômitos e diarréias frequentes, com isso diminuindo a eficácia do anticoncepcional. Poderíamos citar aqui a doenças de Crohn, doença inflamatória do intestino. Outro exemplo é a retocolite ulcerativa, entre outras que podem causar sintomas bem parecidos com os falados anteriormente. Por isso, procure a orientação de um médico.

Álcool


Bebidas alcóolicas não alteram o efeito do remédio, mas o seu uso constante pode acarretar em aumento dos níveis do hormônio feminino chamado estrogênio. Com isso, haverá muita dor de cabeça. inchaço e problemas gastrointestinais.

Por: Notícias ao Minuto.

Segundo o Ministério da Saúde, existe um investimento anual de R$ 3,9 bilhões na compra de 300 milhões de doses de vacinas contra 20 tipos de doenças



© Reuters

Você sabe quais vacinas são obrigatórias? As dúvidas sobre vacinação ainda são muito frequentes e, por isso, a Doctoralia, disponibiliza a seção “Pergunte ao especialista” que, de forma gratuita e anônima, permite a qualquer pessoa entrar na plataforma e fazer perguntas sobre saúde que serão respondidas por especialistas.



Segundo o Ministério da Saúde, existe um investimento anual de R$ 3,9 bilhões na compra de 300 milhões de doses de vacinas contra 20 tipos de doenças. Confira a lista de vacinas que fazem parte do calendário de vacinação brasileiro para que o paciente fique ciente da importância da imunização.

BCG


É uma vacina aplicada em uma única dose e protege a criança contra a tuberculose. Normalmente, é a primeira vacina que o bebê toma já nas primeiras horas de vida. Ela deve ser aplicada antes do primeiro mês de vida.

DTP e HIB


Você conhece aquelas doenças antigas que raramente acometem a população atual? Essas vacinas são a grande razão para evitá-las. Também com o nome de vacina Tetravalente, ela protege o bebê contra difteria, tétano, coqueluche e meningite.

Aplicada em três doses - aos dois, quatro e seis meses do bebê. É preciso ainda receber mais duas doses de reforço, sendo uma quando a criança completa um ano e três meses e outra aos quatro anos.

Hepatite B


No total são três doses contra Hepatite B, que são aplicadas após o nascimento, a segunda no primeiro mês do bebê e a terceira com seis meses de idade.

Pneumocócica 10


Esta vacina combate a pneumonia, a meningite e a otite. São aplicadas doses aos dois, quatro, seis e doze meses de vida.VORH

A Vacina Oral de Rotavírus Humano imuniza o bebê da diarreia provocada pelo micro-organismo conhecido por rotavírus. Aplica-se aos dois meses de idade e aos quatro meses.

VOP


A Vacina Oral Poliomielite protege a criança contra a chamada paralisia infantil e deve ser aplicada aos quatro meses de idade e aos seis meses. O reforço é necessário quando a criança atinge um ano e três meses de vida.

Meningocócica C


Contra a meningite, a primeira dose da vacina é aplicada aos três meses de vida. A segunda dose aos cinco meses e a terceira dose com um ano e três meses de idade.

Febre amarela


Apesar de agora estarmos alertas à febre amarela, os brasileiros tomam a vacina pela primeira vez aos nove meses de vida. Antes era necessário tomar a vacina de 10 em 10 anos, mas desde 11 de julho de 2016, a OMS afirmou não ser necessário novo certificado por não ser preciso tomar uma nova dose da vacina. A dose única imuniza pelo resto da vida.

SCR


Também conhecida como tríplice viral, a vacina previne contra a caxumba, rubéola e sarampo, e deve ser tomada em dois momentos: quando a criança atingir os 12 meses de idade e aos quatro anos de idade.



Por: Notícias ao Minuto.

Hackers estão enviando dois links para os usuários sobre o saque do benefício



© Reuters / Dado Ruvic

Um golpe relacionado ao saque do Fundo PIS/Pasep está sendo espalhado pelo WhatsApp. Segundo o site Olhar Digital,  pesquisadores da dfndr lab, laboratório da PSafe, identificaram um golpe no serviço de mensagens que já atingiu 116 mil pessoas nas últimas 24 horas.

Os hackers estão enviando dois links para os usuários sobre o saque do benefício. Ao clicar em um dos links, o usuário do WhatsApp acessa uma página na qual há um texto dizendo que a Caixa Econômica está liberando “PIS salarial pra quem trabalhou entre 2005 e 2018 no valor de R$ 1.223,20”.

As pessoas, então, são direcionadas para uma página na qual são incentivadas a compartilhar com 30 amigos ou grupos do WhatsApp.

Baseado no número de acessos, o dfndr lab estimou que pelo menos 100 mil vítimas deram permissão para o envio de links diretos. A recomendação é não abrir links ou arquivos enviados suspeitos.



Por: Notícias ao Minuto.

Em 2017, país teve 16,6 doadores efetivos para cada milhão de habitantes



© DR

Um levantamento do portal Governo do Brasil revela que o número de doações de órgãos disparou e bateu recorde. Os dados foram coletados junto à Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO) e mostram que o país vive o melhor cenário de doações em 20 anos.

Em 2016, foram aproximadamente 25 mil transplantes e, em 2017, cerca de 27 mil, recordes que representam a retomada após alguns anos de retração e avanços pequenos.

Em relação à taxa de doadores efetivos — aqueles que tiveram órgãos transplantados em outras pessoas — até 2017 foram sete trimestres seguidos de crescimento do indicador — algo inédito desde 2009, quando a ABTO começou a publicar balanços trimestrais. Com essa evolução, o País alcançou, no último trimestre do ano passado, uma taxa de 16,6 doadores efetivos por milhão de pessoas (pmp).

Para o presidente da Aliança Brasileira pela Doação de Órgãos e Tecidos (Adote), Rafael Paim, uma série de fatores contribui para essa melhora após anos em estado de alerta, com poucas doações.

+ Falsa bomba surge em comissão que analisa mudança em lei de agrotóxicos

Um dos mais importantes, segundo Paim, é o treinamento das equipes de transplante. Entre outras atividades, essa qualificação melhorou a forma de comunicar a possibilidade de doação aos familiares de pessoas falecidas.

Apesar dos avanços, o trabalho está longe de terminar. No fim do ano passado, mais de 32,4 mil pacientes adultos estavam na fila de espera por um órgão, além de outras mil crianças que também aguardam um transplante. A grande maioria deles (30 mil adultos e 785 crianças) aguardavam rins ou córnea.

Força-tarefa a favor da vida


“O Brasil aumentou muito as ações de treinamento das equipes de doação”, relata Paim. “Evidências concretas, dados do mundo inteiro, apontam que os aumentos nas taxas de doação variam de 40% a 500% quando se comparam equipes treinadas e não treinadas”, afirma.

Dois decretos assinados pelo presidente Michel Temer em 2016 e  2017 também contribuíram na melhora dos números. Um deles determina que uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) permaneça em solo exclusivamente para transporte de órgãos para transplante. Desde a assinatura do decreto, em junho de 2016, a FAB transportou 512 órgãos: 235 fígados; 143 corações; 76 rins; 21 pâncreas; 27 pulmões; 6 tecidos ósseos; e 4 baços.

“Essas razões se somam quando os profissionais de doação veem o governo federal apoiando a causa com, por exemplo, um avião da FAB para transportar os órgãos”, explica o presidente da Adote. “É bom para os profissionais de saúde saber que eles têm mais recursos para viabilizar o esforço que fazem”, afirma.

Legislação que ajuda a salvar vidas


Já o Decreto nº 9.175/2017 regulamenta e detalha os critérios de notificação de morte encefálica. Com ele, essa notificação deixa de ser obrigatoriamente feita por neurologistas e torna-se atribuição de outros médicos, devidamente treinados. No médio e longo prazo, segundo Rafael Paim, os números vão revelar como esse decreto contribui para que mais doações sejam efetivadas.

Paim relata ainda que, em 2016 e 2017, o Brasil não teve a metade das notificações de morte encefálica que poderia ter tido. Nos últimos dez anos, segundo ele, esse foi considerado o principal problema da doação de órgãos. “Boa parte dele [da dificuldade de doação] ocorre por não haver neurologistas suficientes. Agora, outros médicos, adequadamente qualificados, podem atestar morte encefálica”, explica.

Os relatórios da ABTO expressam um otimismo que, há muito, os números não permitiam. Desde 2011, a taxa de doadores efetivos oscilava, com momentos constantes de alerta. Mesmo os avanços eram lentos e as metas não eram atingidas. “Neste ano, tivemos uma retomada do crescimento da doação, da efetivação da doação e da maioria dos transplantes de órgãos. Devemos aprimorar esse esforço para obtermos, em 2018, 18 doadores pmp”, informou a associação, no Registro Brasileiro de Transplantes do último trimestre de 2017. Com informações do Portal Brasil.


Por: Notícias ao Minuto.

Pelo menos 2 mil crianças estão sendo mantidas longe dos pais desde abril



© REUTERS/Leah Millis

Após dias de controvérsia e críticas, o presidente americano, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (20) que irá acabar com a separação de famílias na fronteira, que afastou pelo menos 2.000 crianças imigrantes de seus pais desde abril.


Trump assinou hoje uma ordem executiva, uma espécie de decreto presidencial, para manter as famílias unidas.

"Nós vamos manter as famílias unidas, mas temos que fortalecer nossas fronteiras", declarou o republicano à imprensa. "Temos que manter a linha-dura ou nosso país será invadido por pessoas que não deveriam estar no nosso país, pelo crime, por todas as coisas que não queremos."

O presidente não deu detalhes sobre a ordem, mas disse que a assinará na tarde desta quarta.

As histórias de crianças sendo separadas de seus pais e as imagens de adolescentes em centros de detenção que mais parecem jaulas se tornaram uma crise de grandes proporções para Trump e os congressistas republicanos, que agora buscam uma resposta para uma situação que os críticos chamam de desumana e demoníaca.

Trump vinha nas últimas semanas se recusando a simplesmente acabar com a política de tolerância zero, que levou à separação de mais de 2.000 crianças de seus pais. A resposta do presidente americano era que a alternativa seria abrir as fronteiras do pais e permitir que os imigrantes entrassem ilegalmente no país.

Agora, no entanto, o presidente, irritado com as fortes críticas, tem buscando uma saída para fugir dessa crise, dizem pessoas próximas ao republicano, segundo o New York Times.

Com informações da Folhapress.


Por: Notícias ao Minuto.

"A expectativa é grande, a gente espera fazer um segundo jogo muito melhor do que foi a estreia e quer vencer", disse o craque



© Hannah Mckay/Reuters

De volta aos treinamentos após sentir dores no tornozelo, Neymar concedeu entrevista à "CBF TV" antes da viagem da seleção brasileira para São Petersburgo. Nesta quarta-feira (20), o atacante disse esperar que a exibição contra a Costa Rica seja melhor do que a apresentada no empate com a Suíça.

"A expectativa é grande, a gente espera fazer um segundo jogo muito melhor do que foi a estreia e quer vencer. Estamos indo para vencer e jogar muito bem", afirmou Neymar. Na terça-feira, Neymar deixou o treino mais cedo após sentir um desconforto enquanto participava de uma roda de "bobinho".

Na manhã desta quarta, o atacante treinou normalmente e não deve ser problema para a partida."Treinei bem, estou me sentindo à vontade, o pé está tranquilo".Brasil e Costa Rica se enfrentam nesta sexta-feira (22), em São Petersburgo, às 9h (de Brasília). A partida será válida pela segunda rodada do Grupo E. Com informações da Folhapress.


Por: Notícias ao Minuto.

IGTV terá canais com conteúdo produzido por celebridades da internet e artistas



© Dado Ruvic/Reuters

O Instagram anunciou nesta quarta-feira (20) uma nova extensão que permitirá ao usuário assistir vídeos longos -atualmente, a rede só comporta vídeos de até 1 minutos.

O IGTV (algo como Instagram TV, já que IG é a sigla para Instagram) terá canais, com conteúdo produzido por celebridades da internet e artistas.

A ação visa concorrer com os canais do YouTube, da Google. De acordo com o comunicado do Instagram, "IGTV foi criado para a forma como você usa do seu celular: os vídeos ocupam a tela toda na vertical". Para ver o vídeo em toda a tela, o usuário do YouTube precisa virar o aparelho na horizontal.

Em outra referência clara ao concorrente, o Instagram afirma que o conteúdo do IGTV começa assim que o aplicativo é aberto, "não é preciso procurar para assistir ao conteúdo de pessoas que você já segue". O usuário poderá dar "like" e comentar o vídeo.

O aplicativo estará dentro do Instagram, mas também poderá ser baixado individualmente. Qualquer usuário poderá criar seu próprio canal, que estará atrelado ao seu nome.

O novo app e a atualização do Instagram estará disponível nas próximas semanas. Nesta quarta, a rede anunciou também que já conta mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo. Com informações da Folhapress.


Por: Notícias ao Minuto.

Agora, o medicamento Keytruda (pembrolizumabe) poderá ser usado juntamente com a quimioterapia como tratamento de primeira linha para pacientes com câncer de pulmão



Remédios
Foto: Pixabay

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou, no dia 11 de junho, uma nova indicação para o medicamento Keytruda (pembrolizumabe). Agora, a droga poderá ser usada juntamente com a quimioterapia como tratamento de primeira linha para pacientes com câncer de pulmão de células não pequenas metastático.

A droga já era aprovada no Brasil para melanoma avançado (tipo mais agressivo de câncer de pele), carcinoma urotelial (tipo de câncer de bexiga) e câncer gástrico.
O remédio tem como alvo a proteína PD-1, que aparece na superfície das células de defesa e impede que elas reconheçam e ataquem o tumor.

Com a droga, o tumor sistema imunológico passa então a reconhecer o câncer como invasor e a atacá-lo. A Anvisa afirma que foi a primeira autoridade reguladora a aprovar tal indicação com base nos resultados disponíveis em estudo de fase 3 (Keynote-189).

O medicamento faz parte do grupo dos imunoterápicos, que têm mudado radicalmente o tratamento do câncer nos últimos anos. A estratégia que tira o disfarce do câncer e faz com que o próprio organismo combata a doença trouxe excelentes resultados para tumores sem muitas opções terapêuticas com menos efeitos colaterais.

Agora, como a aprovação da Anvisa deixa claro, o uso de múltiplas drogas ao mesmo tempo parece ser a próxima fronteira para combater a doença. Em 2011, a droga ipilimumabe foi o primeiro imunoterápico aprovado contra o melanoma nos EUA e a responsável por gerar todo o entusiasmo com essa classe de medicamentos. As drogas inovadoras, porém, ainda esbarram no alto custo. O valor do tratamento pode chegar na casa das centenas de milhares de reais.


Por: Folha PE.

Durante pouco mais de uma hora, índios e quilombolas bloquearam uma das faixas da Esplanada dos Ministérios, avenida que fica entre o Planalto e o Congresso Nacional, a espera de uma resposta do governo sobre as reivindicações



Indígenas e quilombolas de todo o Brasil fazem manifestação em frente ao Palácio do Planalto para reivindicar políticas públicas de acesso ao ensino superior
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Um grupo de indígenas e quilombolas fez um protesto nesta terça-feira (19) em frente ao Palácio do Planalto contra cortes à assistência estudantil e pela garantia permanente de liberação de bolsas universitárias. Classificando a demora na concessão da bolsa permanência, que para 2018 só foi autorizada na semana passada, cerca de 150 jovens de diferentes etnias se revezaram em danças típicas e cantos de protesto.

Durante pouco mais de uma hora, eles bloquearam uma das faixas da Esplanada dos Ministérios, avenida que fica entre o Planalto e o Congresso Nacional, a espera de uma resposta do governo sobre as reivindicações. Segundo eles, as negociações anteriores com o Ministério da Educação não surtiram o efeito desejado, apesar da autorização de 2,5 mil bolsas de estudos para o segundo semestre deste ano. Eles argumentam que a demanda anual é de 5 mil vagas e que as bolsas liberadas terão repasse somente no prazo de dois meses.

A estudante de química Roseli Batalha Braga, da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), pertence à etnia Omágua/Kambeba, que fica no município São Paulo de Olivença (AM), no Alto Solimões. "Hoje em dia tem 42 etnias estudando na Ufscar. Entraram 76 estudantes este ano e até agora o ministro não tinha liberado as bolsas permanências que auxiliam os estudantes nas universidades", afirmou.

Segundo ela, os estudantes protestam também contra a possibilidade de o Plano Nacional de Assistência Estudantil passar a ser administrado pelo Ministério da Educação, e não por cada centro universitário. "Isso não pode acontecer. Lutamos para continuar essa gestão nas universidades", disse Roseli,

Para Joane Santos, estudante de Filosofia da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, outra demanda dos estudantes é para que a forma de repasse das bolsas seja garantida por meio de uma legislação que não dependa de portarias periódicas. "A gente não quer ter que se deslocar até Brasília todos os semestres para se preocupar com nossa permanência na universidade. Estamos lutando para ter visibilidade e para que eles não esqueçam que estamos aqui não para pedir um favor, e sim reivindicando uma coisa que é nossa", disse.

O Palácio do Planalto e o MEC ainda não se manifestaram sobre o protesto.


Por: Folha PE.

Governo alega que o desmatamento da Caatinga é necessário para a construção da barragem de São Bento do Una, no Agreste do Estado



Governo já conseguiu autorização para suprimir 54 ha de mata nativa para construir a barragem de Ingazeira
Foto: Bruno Lopes / Cortesia

Um mês após o Poder Executivo conseguir a aprovação da Assembleia Legislativa de Pernambuco para desmatar 18 áreas de floresta de Caatinga às margens do rio Pajeú que, somadas, equivalem a 54,48 hectares, um outro pedido para desmatar mais Caatinga está em trâmite na Casa Legislativa. Na solicitação, enviada por meio de projeto de lei, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, pede a supressão de uma área de 45,35 hectares - equivalente a cerca de 45 campos de futebol -, composta de vegetação com espécies exóticas e nativas do bioma, para a construção da barragem de São Bento do Una, no município de mesmo nome, localizado no Agreste.

Entre as considerações, Paulo Câmara assegura que a supressão de Caatinga será “devidamente compensada, com a preservação ou recuperação de ecossistema semelhante”, ou seja, de preservação permanente. Essas flexibilizações na lei, que permitem desmatar Áreas de Preservação Permanente (APPs) com a justificativa de que se tratam de “obras de interesse público”, é uma das críticas mais persistentes de estudiosos da área ambiental.

Para o professor de biologia da Universidade de Pernambuco (UPE) Clemente Coelho, fica a incerteza se as compensações ambientais são mesmo feitas. Ele criticou, inclusive, a morosidade com a qual esse processo é feito. “Suape, por exemplo, naquela supressão gigantesca de mangue, um levantamento feito até 2015 mostrou que nada havia sido compensado. Só depois que transformaram áreas já protegidas em Unidades de Conservação (UCs)”, criticou.

Mesmo a transformação de uma área em Unidade de Conservação (UC) sendo um dos métodos de compensação ambiental, Coelho fez ponderações. “É uma lei que, na verdade, autoriza a supressão e pronto. Criar UC numa área já consolidada naturalmente é muito estranho porque ela já presta serviços ecossistêmicos por muito tempo. Não é conservando legalmente uma área que todos os serviços ambientais perdidos com a supressão de um outro trecho serão compensados”, avaliou o estudioso.

Embora o desmatamento da Caatinga seja para a implantação de uma obra hídrica de interesse público, conforme o governador justifica na proposta, essa realidade contribui para o aumento da vulnerabilidade dos rios pernambucanos. Um levantamento inédito do Centro de pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan), divulgado recentemente pela Folha, revelou que 66,5% das APPs dos municípios pernambucanos cortados por rios não possuem cobertura florestal nativa.

Na natureza, a floresta ciliar (situada às margens de corpos hídricos) serve de barreira natural por conter o processo de assoreamento, evitando enchentes. O Governo de Pernambuco informou que não comenta projetos de lei em trâmite na Alepe.


Por: Folha PE.

Campanha São João Ambiental quer sensibilizar a população para os impactos provocados por soltura de balões e a queima de fogueiras



Madeira nativa ou de lei só pode ser vendida com autorização
Foto: André Nery / Arquivo

A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) lançou a Campanha São João Ambiental a fim de sensibilizar a população para os impactos ambientais que podem ocorrer durante o São João. Os principais alvos são a soltura de balões e a queima de fogueiras.

A fiscalização dos pontos de venda de lenha será realizada pelo órgão ambiental, principalmente, na Região Metropolitana do Recife, dentro da sistemática que já vem sendo feita nos últimos anos, para identificar desmatamentos ilegais. A madeira nativa ou de lei, como o ipê e a embaúba, espécies da Mata Atlântica e da Caatinga, respectivamente, só pode ser vendida nesta época de São João para armação de fogueiras com a apresentação do Documento de Origem Florestal (DOF).

O comércio livre vale apenas para as espécies exóticas, ou seja, não nativas, como algaroba, mangueira, jaqueira, jambolão, castanhola e sombreiro. De acordo com a CPRH, a pena para quem vende, expõe à venda, tem depósito, adquire, transporta ou guarda madeira proveniente de desmatamentos ilegais varia de seis meses a um ano de detenção. Nesse caso, as multas aplicadas pela CPRH são de R$ 300 por unidade.

Sobre a fabricação, venda, transporte e soltura de balões, o autuado pode ser conduzido à delegacia e responder processo criminal, cabendo pena de um a três anos de detenção. Do ponto de vista administrativo - área de atuação da CPRH -, as multas aplicadas variam de R$ 1 mil a R$ 10 mil por balão de São João apreendido. Para denunciar, basta ligar para o telefone: (81) 3182-8860.


Por: Folha PE.

Presidente da comissão que analisa o projeto, Tereza Cristina (DEM-MS), disse que há imagens de quem teria deixado a mala com a bomba falsa no local



Câmara dos Deputados
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Uma mala com uma bomba falsa foi encontrada, no início da tarde desta quarta-feira (20), na comissão especial que analisa o projeto de lei dos agrotóxicos. A presidente da comissão, deputada Tereza Cristina (DEM-MS), disse que o episódio era uma “brincadeira de mau gosto”, e informou que já há imagens de quem teria deixado a mala na sala.

A deputada disse que uma sindicância será aberta para apurar o caso. Pela coincidência com a abertura da ordem do dia no plenário da Casa, a deputada suspendeu a sessão até as 15h e disse que na volta anunciará se a votação do relatório do deputado Luiz Nishimori (PR-PR) será votado ainda hoje.


Por: Folha PE.

Para ter acesso ao serviços, basta acessar o site da CTTU e clicar no banner "Agendamento Recurso de Infração". Será permitido dar entrada   em um recurso de infração por cada agendamento



Site do CTTU
Foto: Divulgação / CTTU

Buscando dar praticidade e modernizar o serviço na atendimento aos condutores de veículos, a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), passa a partir do dia 2 de julho a disponibilizar no site do órgão um aba exclusiva para o atender os motoristas que desejem recorrer às multas aplicadas no Recife.

Para ter acesso ao serviços, basta acessar o site da CTTU e clicar no banner "Agendamento Recurso de Infração". Será permitido dar entrada   em um recurso de infração por cada agendamento.

É necessário ainda anexar as cópias autenticadas da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de ambos, da CRLV do veículo e do comprovante de residência do condutor infrator.

É necessário também que o condutor esteja com outros documentos em mãos, entre eles, a cópia da notificação de autuação, a notificação da penalidade ou documento que conste a placa e o número do auto de infração de trânsito, a original e cópia da CNH ou outro documento de identificação que comprove a assinatura do requerente e, quando pessoa jurídica, documento comprando a representação; além da original e a cópia da CRLV; original e cópia do comprovante de residência e procuração com firma reconhecida, quando for o caso.


Por: Folha PE.

Telma Brilhante - Presidente da Academia de Letras do Brasil-PE (Foto: Maluma Marques)


Cearense radicada na Capital pernambucana, cedo estreou na Literatura com o livro de ficção Contos Chão, obra que foi premiada pela União Brasileira de Escritores (UBE). O segundo livro, este de contos, sob o título “Aflição de Pássaro”, foi premiado pela Academia Pernambucana de Letras. E vieram outros: Magia do Instante (crônicas) e Sendas do Oriente (haicais).

Incansável, ela faz parte da União Brasileira de Escritores UBE, da Academia de Letras e Artes do Nordeste (Cad. nº 07), do instituto Cultural do Cariri (CE), (Cad. nº12) e da Academia de Letras do Brasil-PE (Cad. nº 02) onde exerce atualmente a Presidência.

Confira a entrevista com a presidente abaixo:


BLOG MALUMA MARQUES - Você é a atual presidente da Academia de Letras do Brasil sediada em Pernambuco?

TELMA BRILHANTE - Sim, fui eleita para o biênio 2017 e 2018.

BMM - Gostaria que falasse um pouco sobre a Academia.

TB - A Academia de Letras do Brasil foi fundada desde 2001 por Mário Carabajal, a primeira Academia Mundial da Ordem de Platão. Tem núcleos espalhados em 80% nos Estados brasileiros. Sendo uma organização internacional de cultura, expandiu-se pelo mundo. Aqui em Recife foi implantada desde 11/10/2011. A nova academia conseguiu superar as dificuldades iniciais que durou cerca de alguns anos de luta para a sua legalização. A primeira gestão teve como presidente a escritora Luciene Freitas, no período de 2016/2017.

BMM - Quais os objetivos da Academia de Letras do Brasil/PE?

TB -A difusão da cultura e o incentivo às Letras e às Artes. As academias surgiram pela necessidade de um lugar para reunir escritores a fim de divulgar suas produções literárias. A primeira se reporta ao filósofo Platão, que a idealizou e a tornou real em Atenas. A princípio as academias eram segregadoras, mas depois foram se popularizando. Hoje os membros das diversas academias tem uma atitude mais humanitária, recebendo as pessoas não pela posição social, mas sim pelo que podem oferecer de conhecimentos e criatividade.

BMM -  Apesar de ser recente, a Academia de Letras do Brasil em Pernambuco tem crescido bastante. Isso se deve a quê? Por que as pessoas tem tanto interesse?

TB - Talvez porque haja uma identificação de objetivos e, sobretudo, de respeito entre os participantes. Tento colocá-los à vontade na apresentação de seus trabalhos, priorizando o bom convívio entre todos, o que acontece normalmente.

BMM -  Você prefere escrever livros infantis ou para adultos? Por quê?

TB -Gosto mais para adultos porque escrevo além de contos e crônicas, poesias e haicais. Na verdade, depende do momento. Há uns que me despertam para escrever para crianças, outros para adultos. Sou um tanto eclética, não me detenho somente na literatura infanto-juvenil. Mas quando o faço é feito uma catarse, um mergulho, um retorno que faço à infância, a alegria de relembrar este período da vida em que fui muito feliz.

BMM -  Por que as pessoas tem tanto interesse pela Academia de Letras do Brasil/PE?

TB - Muito nos honra esta pergunta, é gratificante sabermos que a luta não foi em vão. O que estamos usufruindo foi o resultado da coragem e união de um grupo que acreditava no sucesso. E muita fé e esperança.  Creio que é, sobretudo, pela seriedade e compromisso que a caracterizam. Há também entre os membros a natural receptividade, a alegria espontânea do reencontro.

BMM - Foi importante a influência de Raimundo Carrero para você, como escritora?

TB -Sim, muito. Raimundo Carrero tinha o dom de valorizar os alunos da oficina, e incentivá-los para escrever.  Muitos escritores hoje famosos passaram pela oficina de Carrero. Porém águas rolaram de lá para cá e ocorreram muitas mudanças.

BMM -  Agora falemos um pouco de você, Telma. Quantos livros já escreveu?

TB - Para crianças, seis. Para adultos, entre contos, crônicas, poesias e haicais, sete. Como organizadora de antologias em parceria com outros escritores, seis. E como participante em antologias aqui em Pernambuco e outros estados brasileiros, mais de sessenta.

BMM -  Você pertence a quais Academias?

TB - Academia de Letras do Brasil/PE- ALB, Academia de Letras e Artes do Nordeste – ALANE, Academia Recifense de Letras – ARL, Instituto Cultural do Cariri – ICC (Crato/CE) e outras.

Acadêmicos da Academia de Letras do Brasil-PE (Foto: Maluma Marques)



O livro Mulheres que Mudaram a História de Pernambuco está em sua 14ª edição. O título já indica o objetivo da obra, que é destacar as mulheres que com sua garra, determinação, ousadia, coragem e fé contribuem para mudanças significativas em Pernambuco, seja em qualquer segmento. É também uma forma de valorizar a mulher pernambucana, que durante muitos anos na história do Brasil, e por que não dizer da história do mundo, ficou sempre em segundo plano, comparando-a com o sexo masculino.

Neste ano de 2018, a surubinense Maria José Arruda, conhecida por Moça, neta de um ilustre surubinense, Antônio Justino, que foi pioneiro na construção da história do município, foi homenageada, pois, assim como seu avô, Moça também marcou a historia de Pernambuco, principalmente com sua contribuição no desenvolvimento da educação.

Moça é formada em História com pós-graduação na mesma área. Na educação, sua principal contribuição foi quando assumiu o cargo de gestora escolar e que fez a diferença. Uma de suas características marcantes foi contribuir para a inovação da Educação com ações humanizadas, principalmente com a valorização dos alunos vindos de um meio de vulnerabilidade social, marcados pela violência. Para estes, segundo Moça, sempre criou oportunidades, a fim de que eles se sentissem importantes e inseridos no contexto escolar. Eram os pichadores e os alunos considerados bagunceiros. Assim, de acordo com relatos, convidava-os sempre para zelar pela escola, limpando as salas em que havia pichação, ação realizada por eles mesmos, e a ideia funcionava. Também os incentivava para participarem dos jogos escolares, enfim, realizava tudo que estivesse ao seu alcance como gestora para ajudar os alunos considerados mal vistos e destruidores de seu próprio ambiente. Afinal, eles foram vítimas de um sistema social desordenado e que privilegia alguns em detrimento da maioria. Mas graças ao trabalho de conscientização da gestora Maria José, estes alunos mudaram a própria percepção e passaram ser vistos e reconhecidos como cidadãos dignos.

Com relação à homenagem e participação no livro, em sua 14ª edição, Moça, entusiasmada, disse que para ela é uma grande satisfação fazer parte da história de Pernambuco, ao lado de outras mulheres tão importantes. 

“Sinto-me gratificada e, ao mesmo tempo, honrada pela homenagem recebida perante o público, familiares e amigos. Tornaram-se momentos inesquecíveis. Só posso agradecer e dizer que estou muito feliz e orgulhosa por fazer parte da 14ª edição do livro Mulheres que Mudaram a História de Pernambuco. Aproveito o ensejo para parabenizar a todos os envolvidos, especialmente a senhora Cilene Floro, pela iniciativa de criar esse projeto com tanto amor e dedicação, fazendo a diferença na valorização da mulher pernambucana,” ressaltou.


























Hospital Santa Efigênia de Caruaru (Foto: Rafael Lima)


O Hospital Santa Efigênia de Caruaru tem 37 anos de existência, mas durante esse período já passou por diversas dificuldades. E na tentativa de superá-las, em 2015 houve mudanças na direção da instituição, e quem passou a ocupar a direção do hospital foi o administrador Milton Chaves. Desde que Milton assumiu o cargo, o hospital passou por reestruturação e por isso adotou a marca de “Melhor a Cada Dia,” pelos esforços contínuos do novo diretor do hospital.

Antes mesmo de ocupar a direção do Santa Efigênia, Milton traz uma bagagem de experiência nessa função, ele integra uma empresa de atendimento hospitalar especial, Home Care (atendimento médico em domicílio), que há 8 anos presta serviços hospitalares em Recife a pacientes residenciais, e são pioneiros e exclusivos nesse atendimento específico em Pernambuco. Por isso, sua vinda para Caruaru tem sido positiva, pelas mudanças que tem realizado no hospital, e os resultados já são visíveis, por beneficiar não só a cidade, mas muitos pacientes de outros municípios da região que procuram o Santa Efigênia.

Sobre a sua vinda para Caruaru, o diretor Milton esclarece que tem um objetivo e que aos poucos está sendo alcançado. “O objetivo principal de nossa vinda para Caruaru foi mudar um pouco o perfil da saúde em Caruaru. Quando chegamos aqui tivemos muitas dificuldades em relação à restruturação do hospital, que estava passando por um momento difícil. Fizemos uma mudança grande, tanto na parte estrutural, como na parte de pessoas. Estamos crescendo no mercado em relação à assistência, que é um dos pilares que nós estamos trabalhando para melhorar a assistência na região, já que hoje existe uma carência muito grande na assistência de saúde em Caruaru e cidades vizinhas. Estamos tentando concentrar esse atendimento da melhor forma possível.”

Segundo Milton, quando assumiu a direção do Santa Efigênia  este contava com 10 Leitos de Unidade de Terapia intensiva (UTI). E durante esse período de sua permanência no cargo, a UTI passou a ter 20 leitos e a meta é chegar a 30 até 2019, a fim de melhorar a demanda dos pacientes. Além disso, o diretor afirma também que entre 2020 e 2021 pretende inaugurar mais 70 leitos de enfermaria, incluindo apartamentos, com a ampliação da nova estrutura do complexo hospitalar, a fim de atender Caruaru e cidades vizinhas, para que as pessoas não tenham tanta necessidade de ir à Recife buscar atendimento médico.

O Hospital Santa Efigênia oferece um diferencial no tratamento dos pacientes, sobre esse assunto, o diretor destaca que esforços tem sido realizados nesse sentido, para manter um serviço de saúde diferenciado. “O diferencial do hospital hoje é assistência a paciente de alta complexidade, em todas as especialidades, e temos como objetivo transformá-lo em hospital de referência. Mas hoje já temos referência da hemodinâmica, com atendimento de cardiologia de urgência e emergência 24 horas. Isso faz com que a população esteja bem abastecida no atendimento cardiológico, sem necessidade de se deslocar para Recife,” explica.

Atualmente o Santa Efigênia atende cerca de 3.800 paciente por mês, de acordo com a direção do hospital. Ainda, a instituição possui convênios com todos os planos de saúde, dentre eles, o Bradesco Saúde, exceto com a Unimed.  E presta serviços médicos em todas as especialidades, com exceção dos serviços de obstetrícia.

Sobre os desafios que ainda estão por vir, Milton destaca a questão do atendimento e da construção do complexo hospitalar, mas que tem sido positivo estar à frente da direção da instituição. “O maior desafio é criar um complexo hospitalar de forma sustentável, mas vamos conseguir. Com relação ao atendimento, a gente vem conseguindo melhorar esse atendimento com muito trabalho, pois trabalhar com pessoas não é fácil, mas a gente vem conseguindo o objetivo principal e temos notado que a população tem sentido a mudança. E isso pra nós é muito gratificante, em saber que esse desafio está sendo cumprido e ter conseguido em tão pouco tempo resgatar essa imagem positiva do hospital. Hoje já me sinto um cidadão caruaruense. Vejo a cidade com grandes possibilidades de crescimento e que bom que estamos contribuindo para isso,” finaliza.

Serviços: 

Rua. Gonçalo Coelho, 40 - Maurício de Nassau, Caruaru - PE.
CEP: 55014-415

E-mail:contato@santaefigenia.com.br

Site:www.hospitalsantaefigenia.com.br

Telefone: (81) 2103-8500
Hospital Santa Efigênia de Caruaru (Foto: Rafael Lima)

Hospital Santa Efigênia de Caruaru (Foto: Rafael Lima)

Hospital Santa Efigênia de Caruaru (Foto: Rafael Lima)

Hospital Santa Efigênia de Caruaru (Foto: Rafael Lima)

Hospital Santa Efigênia de Caruaru (Foto: Rafael Lima)

Hospital Santa Efigênia de Caruaru (Foto: Rafael Lima)

Hospital Santa Efigênia de Caruaru (Foto: Rafael Lima)


MILTON CHAVES FERREIRA JÚNIOR


Milton Chaves Ferreira Júnior - Presidente do Hospital Santa Efigênia (Foto: Maluma Marques)
Milton Chaves Ferreira Junior, nasceu no Recife em 21 de maio de 1963. Empresário e administrador, casado, pai de 5 filhos. Sua primeira empresa a Droga Chaves Hospitalar, que vendia medicamentos hospitalares, era considerada em sua época, uma das mais expressivas distribuidoras do Brasil. Em 1998, aproveitou toda sua experiência na área de saúde para abrir o Home Care - Hospital de Assistência Domiciliar LTDA – Hospital Especial. 
O Hospital Especial atualmente é um dos principais home cares do Nordeste, com atendimento voltado a pacientes de alta complexidade em todo o Estado de Pernambuco. Em 2007 iniciou, no Recife, as atividades do Hospital São Francisco de Assis, unidade com leitos, basicamente, de Terapia Intensiva e Neurocirurgias. Isso que ampliou ainda mais seu conhecimento na área hospitalar. Em 2015, prestes a iniciar a construção de um novo hospital, no Recife, conheceu o Hospital Santa Efigênia, em Caruaru e enxergou o potencial da unidade e da região. Após um período de negociações, adquiriu o Hospital e mudou-se para Caruaru, onde tem investido toda sua energia na melhoria da estrutura e dos serviços do Hospital Santa Efigênia.