Nutricionista dá dicas de como cuidar da dieta das crianças em tempos de isolamento



© Aline Ponce por Pixabay

Redobrar os cuidados com a higienização das frutas, verduras e embalagens de alimentos industrializados é fundamental nesse momento de pandemia da Covid-19, doença causada pelo coronavírus. Por si só, os alimentos não são fonte de transmissão, mas podem vir a ser se manuseados por alguém contaminado e, se não forem limpos da forma correta, com bastante água corrente e sabão, podem disseminar a doença. Por isso, todo cuidado é pouco na hora de levar para casa, colocar à mesa e ingerir. O alerta é da nutricionista da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) Ana Kelly Amaral.

A orientação da nutricionista é que as frutas e verduras sejam ensaboadas com bucha e sabão e enxaguadas com bastante água corrente. As embalagens do feijão, arroz, farinha e macarrão devem ser desprezadas e os alimentos acondicionados em vasilhas de mantimentos. Para as folhas das saladas, a recomendação da especialista é colocá-las de molho em água abundante com algumas gotas de água sanitária.

“É importante lembrar que, se o alimento trouxer um resquício de saliva de alguém contaminado, a pessoa pode, sim, pegar a doença caso toque ou ingira sem fazer a higienização correta”, explica. Um outro cuidado apontado pela nutricionista é com relação às sacolas plásticas e caixas de papelão que acondicionam as compras. “O ideal é que sejam desprezadas já na porta da rua, antes de entrar em casa”, afirma.

Crianças – É sabido por todos que uma alimentação saudável e rica em nutrientes é um dos fatores fundamentais para manter a imunidade em ordem. Com a pandemia do coronavírus, a dieta equilibrada se torna um dos fatores principais para que o organismo mantenha-se forte e resistente ao vírus, principalmente quando se trata das crianças. A nutricionista lembra que a ingestão de alimentos saudáveis e bem higienizados é uma preocupação a mais para os pais e mães durante o período de quarentena.

Nesse momento de isolamento social, a tendência é que a garotada fique mais ansiosa e acabe comendo mais bobagens que são bem menos saudáveis. Por isso, a nutricionista destaca que a alimentação das crianças também precisa ser motivo de atenção. “A dieta precisa ser rica em vegetais e frutas que são fontes de vitaminas e minerais, logo fortalecem a imunidade. Recomendo o mínimo de industrializado possível”, frisa.

Ana Kelly indica o consumo dos carboidratos bons, a exemplo de raízes como aipim, inhame e batata doce. “Se for dar pão, evitar os de farinha branca e oferecer os integrais e feitos com aveia”, assinala. Uma outra dica da nutricionista para fortalecer o sistema de defesa da meninada é o consumo de castanhas, nozes e azeite doce, alimentos que são fonte de gordura saudável e ricos em antioxidantes.

Na lista dos alimentos proibidos estão os doces industrializados, salgadinhos ricos em sódio e os iogurtes cheios de açúcar e corantes. “É importante que as famílias saibam o que deixar na dispensa e também impor horários de refeições para as crianças. Quanto menos guloseimas e produtos industrializados, mais fácil fica de ter uma alimentação saudável”, finaliza a nutricionista. Com informações da Prefeitura de Salvador.


Por: Notícias ao Minuto.

A queda, segundo a entediada, pode ser de até R$ 18,6 bilhões caso seja confirmada a retração de 1,1% no PIB (Produto Interno Bruto) mundial



© Pixabay

SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O impacto econômico do novo coronavírus pode atingir as exportações brasileiras fortemente, segundo relatório da CNI (Confederação Nacional da Indústria).

A queda, segundo a entediada, pode ser de até R$ 18,6 bilhões caso seja confirmada a retração de 1,1% no PIB (Produto Interno Bruto) mundial.A avaliação foi feita com base em estudos que mostram que a diminuição de renda no mundo levaria à redução de produtos nacionais, diz Carlos Abijaodi, diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI.


A entidade também estima que uma recessão global levaria a uma redução de 56 mi de toneladas em cargas brasileiras indo para o exterior.Em comparação ao ano passado, a CNI projeta que as exportações brasileiras podem ter queda de 11% na quantidade de toneladas a depender das medidas contra a Covid-19 adotadas por outros países latino-americanos, grande destino dos manufaturados nacionais.

Segundo Carlos Abijaodi, o câmbio desvalorizado é um elemento temporário de melhora da competitividade. Para o diretor, pode ser um meio de as exportadoras contornarem o momento, principalmente pequenas empresas de bebidas e alimentos, além daquelas de calçados e vestuário, setores com cadeias de produção mais longas.

As medidas para retardar o avanço do novo coronavírus tem impactado a logística de mercadorias. Um Estudo da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC), que reúne transportadoras rodoviárias, aponta que a demanda por transporte de cargas caiu 26,14% nos dias 23 e 24 de março, em comparação com a operação normal.Segmentos de cabotagem e ferroviário também têm percebido queda na demanda, segundo executivos, mas ainda não há números para dimensionar o cenário.

O setor ressalta que ainda não há problemas de abastecimento.A maior queda se deu no transporte de produtos industriais: as embalagens caíram 55,3%, os eletrônicos, 46,5% e automóveis, 37,6%. Com relação a cargas fracionadas, houve redução de 40,7% nas entregas em lojas e 29,% nas entregas em residências.


Por: Notícias ao Minuto.

Foi adiada de dia 30 de abril para o dia 30 de junho de 2020



© DR

AReceita Federal adiou a data de pagamento da primeira cota do Imposto de Renda da Pessoa Física e retirou a exigência de informar o número do recibo de entrega da última declaração. As medidas são em decorrência do adiamento do prazo final para entrega da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física, do dia 30 de abril para o dia 30 de junho de 2020, anunciada nessa quarta-feira (1º).

 


“Como consequência, a data do débito automático da 1ª cota passa de 10 de abril para o dia 10 de junho e as datas permitidas para o débito automático das demais cotas passam a ser aquelas compreendidas entre 11 de junho (originalmente era 11 de abril) e o último dia do prazo, agora, dia 30 de junho de 2020”, informou hoje (2) a Receita, em nota.

Sobre o recibo do ano anterior, a Receita informou que, historicamente, há contribuintes que se dirigem às unidades de atendimento do órgão para pegar o número do recibo da última declaração, seja porque perderam a versão impressa ou não têm mais acesso à mídia ou ao computador em que estava armazenado o recibo.

“Com a alteração do prazo e a retirada da exigência da informação do número do recibo, objetiva-se evitar eventuais aglomerações de contribuintes no atendimento da Receita Federal, bem como em empresas ou instituições financeiras, na busca de informes de rendimentos, e em escritórios de profissionais ou em entidades que prestem auxílio no preenchimento das declarações, de modo a contribuir com o esforço governamental de diminuir a propagação do novo coronavírus”, disse a Receita. Com informações da Agência Brasil.


Por: Notícias ao Minuto.

A lei sobre o voucher foi sancionada ontem pelo presidente, mas ainda não foi publicada no Diário Oficial da União (DOU)



© Reuters

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 2, que as ações do governo para o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 estão "a todo vapor" e que o pagamento já deve começar na semana que vem. A lei sobre o voucher foi sancionada ontem pelo presidente, mas ainda não foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

"Tá a todo vapor, semana que vem começa a pagar", assegurou. O texto determina pagamento de R$ 600 por três meses para os trabalhadores informais, intermitentes e microempreendedores individuais poderem ficar em casa durante o pico da crise do novo coronavírus. O valor foi negociado com o governo justamente para permitir que quem não pode sair para trabalhar tenha uma renda. Ainda falta, contudo, editar uma medida provisória com previsão do crédito extra para arcar com os R$ 98 bilhões do custo total do programa.

Veja também: Lula: "o governo neste instante mais atrapalha do que ajuda"

"Eu assinei ontem (quarta-feira) a lei, estamos esperando assinar outra medida provisória por que não adianta dar um cheque sem fundo, tem que ter um crédito também", afirmou.

Questionado se a MP seria publicada ainda hoje, Bolsonaro disse apenas "deve ser" e falou sobre a burocracia "enorme" do processo. "Uma canetada minha errada é crime de responsabilidade. Dá para vocês entenderem isso ou vocês querem que eu cave minha própria sepultura? Não vou dar esse prazer para vocês", declarou para jornalistas que o ouviam na saída do Palácio da Alvorada.

A sanção do projeto anunciada pelo presidente veio acompanhada com um veto ao aumento do limite de renda para acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC). Sobre o assunto, Bolsonaro justificou que o Congresso não indicou a fonte dos recursos para incluir a medida.

"O que diz a lei é que tem que ter uma origem para pagar aquele recurso, para pagar aquele benefício. Qual a fonte? O Congresso não apresentou a fonte", afirmou. Ele destacou que a previsão de indicar o recurso é "simples" e está na Constituição.


Por: Notícias ao Minuto.

Laboratórios atuam em parceria com Ministério da Saúde



Álcool em gel
Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O Ministério da Defesa anunciou que os laboratórios químicos das Forças Armadas aumentaram a produção de álcool em gel e de cloroquina. A produção em caráter emergencial acontece de forma conjunta no Laboratório Farmacêutico da Marinha (LFM), no Laboratório Químico Farmacêutico do Exército (LQFEx) e no Laboratório Químico Farmacêutico da Força Aérea (LAQFA), todos localizados no Rio de Janeiro.

“Temos 10 mil bisnagas de álcool gel em embalagens de 85ml em estoque. A ideia é produzir 180 mil bisnagas”, declarou a coronel médica do Exército Carla Clausi, subdiretora de Saúde Operacional do Exército.

A Aeronáutica também vai ampliar a produção a partir desta segunda (30). O Laboratório Químico da Força Aérea produzirá mais de 1.200 litros de álcool em gel. Após essa data, a expectativa, de acordo com o Ministério da Defesa, é aumentar a produção para 8 mil litros desse produto para limpeza das mãos.

“Nós também adquirimos Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como macacão, touca e luva, para distribuir aos hospitais da FAB. Vamos enviar esses produtos, de forma emergencial, para uso dos médicos e enfermeiros que estão enfrentando o Coronavírus”, afirmou a tenente-coronel farmacêutica Andreia Brum, diretora interina do LAQFA.

O laboratório da Marinha também faz parte da força-tarefa. “O setor de pesquisa e desenvolvimento iniciou árduo trabalho para formular e adequar a estrutura fabril, a fim de permitir a produção de sanitizantes como o álcool em gel 70%. Na segunda-feira passada (20), foi prontificado o primeiro lote em escala industrial do referido produto”, informou o capitão de Mar e Guerra André Hammen, diretor do LFM.

 Cloroquina


Além da produção de álcool em gel, os três laboratórios estão unindo forças para ampliar a produção de cloroquina, medicamento recentemente autorizado pelo Ministério da Saúde para ser utilizado no tratamento de pacientes acometidos por coronavírus em estado grave. O laboratório do Exército é detentor do registro desse medicamento e iniciou a produção na segunda-feira passada (23).

Assim que a produção for concluída, cabe aos laboratórios da Força Aérea e da Marinha as etapas de embalagem e rotulagem. “As ações conjuntas permitirão acelerar a produção, de forma que sejam concluídos dois lotes por semana, o que representa cerca de 500 mil comprimidos”, explicou o Capitão de Mar e Guerra André Hammen.

Laboratórios químico-farmacêuticos


Os laboratórios químico-farmacêuticos das Forças Armadas atuam em parceria com o Ministério da Saúde, reduzindo o custo de produção e a compra de medicamentos importantes de alto custo e complexidade. Ao todo, são 21 laboratórios oficiais no país, que, juntos, produzem cerca de 30% dos medicamentos utilizados no Sistema Único de Saúde (SUS).


Por: Folha de Pernambuco.

Caso a pandemia do novo coronavírus avance e sobrecarregue o sistema de saúde, o aparelho poderá ser uma alternativa



Respirador
Foto: STEFAN ROUSSEAU / POOL / AFP

Engenheiros voluntários desenvolveram em apenas cinco dias um protótipo de respirador que substitui as mãos de enfermeiros no uso de respirador manual, também conhecido como ambu. O aparelho foi criado no laboratório de Núcleo de Eletrônica do curso de Engenharia Elétrica da Universidade de Passo Fundo (UFP), no Rio Grande do Sul.

Caso a pandemia do novo coronavírus avance e sobrecarregue o sistema de saúde, o aparelho poderá ser uma alternativa. O protótipo custa cerca de R$ 6 mil, pelo menos 16 vezes menos do que o modelo convencional.

Segundo o boletim mais recente do Ministério da Saúde, o Brasil tem 4.256 casos confirmados e 136 mortes pela Covid-19.."Os respiradores manuais são de fácil aquisição, mas o que desenvolvemos é a automação da mão de um enfermeiro ou profissional da saúde. Com o protótipo, basta colocar um ambu na máquina e deixar funcionando. Assim, o enfermeiro não precisa ventilar a pessoa e substitui essa tarefa por outra em um momento de crise", explica Adriano Toazza, professor de engenharia elétrica da UFP.

Já funcionando, o protótipo tem sido testado no laboratório com um calibrador que simula um pulmão. "Começamos com sucata, com o que tínhamos disponível. Fomos agregando com peças, com ajuda de outras pessoas e assim fomos levando. Na quinta-feira (26) à noite o protótipo estava funcionando", explica Toazza.

No laboratório, atua também o técnico em eletrônica Rodrigo Busato. O Ifsul (Instituto Federal Sul-rio-grandense) e o HSVP (Hospital São Vicente de Paulo), de Passo Fundo, também integram o projeto.

"Para ajudar, a gente faz o que sabe, que é produzir equipamento eletrônico. Ele será encaminhado para o HSVP para ser avaliado do ponto de vista médico", diz o professor.

São 13 profissionais envolvidos na elaboração do protótipo, incluindo o professor Oneide Paixão, que também é engenheiro do HSVP. Por isso, Paixão tem aproximado o projeto da demanda hospitalar. O HSVP é o maior hospital da região de Passo Fundo, que abrange 2 milhões de habitantes das cidades próximas.


Por: Folha de Pernambuco.



Querido Filho Luiz Henrique estamos celebrando hoje uma data Muito Especial para todos nós seus Familiares e Amigos! Há 37 anos Deus resolveu nos presentear com um Ser Humano da sua Grandeza! Com esse seu Espírito de Luz você irradia Alegria para todos nós! A Sua Humildade e Simplicidade são Valores Contagiantes! Por tudo o que você representa para todos nós, pedimos a Deus que lhe conceda Muita Saúde, Paz, Realizações e o Sucesso que você tanto merece! Parabéns Filho! Que Deus o Abençoe e Ilumine Sempre! A Ele Agradecemos a oportunidade do seu convívio, assim como agradecemos a oportunidade de ter escolhido a nós para Plantarmos essa Semente e gerado essa árvore frondosa e belíssima que é você!

FELIZ ANIVERSÁRIO FILHO!

Fernando e Graça seus Pais.




O cantor Luiz Vieira, um dos nomes mais promissores da música romântica, acaba de dar uma palinha do seu novo projeto #AoVivoEmCasa para seus fãs. Trata-se da divulgação de nove clipes semanais nas mídias sociais, onde mostra todo seu talento.

Mas o trabalho também tem outra função: divertir pessoas em quarentena, nessa fase de crise mundial causada pela Covid-19 (Coronavírus). “A ideia é trazer entretenimento para quem está em casa e acompanha o meu trabalho, disponibilizando conteúdo novo para as pessoas que estão na quarentena com limitações de saída”, explicou o artista.
O projeto #AoVivoEmCasa é também uma alternativa para manter a audiência do cantor em sua nova fase de produção independente. A apresentação de Luiz Vieira agrada, sobretudo, pela boa performance no palco com música de qualidade e empatia com o público.
Ao todo, o artista já soma 22 anos de carreira. Em sua trajetória já formou duplas sertanejas e, nas idas e vindas do cenário musical, fez muitas amizades, chegando a dividir o palco com grandes nomes. Lançou CD e DVD, cantou forró, brega, MPB, samba e pagode. E nessa nova fase, decidiu seguir um novo estilo romântico e vem como grande aposta no atual cenário da música brasileira.

Sua vocação para a música vem desde os tempos de criança, quando acompanhava seu pai em serestas.  Entre 2008 e 2010, fez parte da primeira dupla sertaneja de sucesso de Pernambuco. Mas também faz sucesso em São Paulo e já chegou a dividir o palco, em shows pelo Brasil, com Ivete Sangalo, Wesley Safadão, Jorge & Matheus, Fagner, Cláudia Leite, Nando Reis, Tiaguinho, entre outros artistas do cenário musical brasileiro.

Em Pernambuco, já fez diversas apresentações, incluindo Surubim, nos eventos de Maluma Marques, na Feijoada Vip, e pretende continuar conquistando o coração dos pernambucanos, com sua voz marcante e empolgante.

Desde 2019, lança vídeos no You Tube cantando grandes sucessos da música romântica brasileira, sem contar as músicas inéditas e de autoria própria que serão lançadas por ele, a exemplo de “João e Maria”, “Se eu Falar”, “Quem Sou Eu” e “Manda esse Moço Embora”.






Olá, nós, Cirurgiões-dentistas, na qualidade de profissionais de saúde , no exercício das atividades, somos a primeira categoria atingida pelas infecções transmitidas por gotículas de saliva, tosse e espirros.

 O coronavírus é um microorganismo que penetra no organismo através das mucosas: dos olhos, do nariz e da boca.

A população foi orientada para a correta higienização das mãos. É fundamental, também, a advertência para a higiene correta da cavidade oral, onde estão os coronavírus. Assim, nos sentimos no dever de alertar a população para os cuidados quanto à higiene bucal: escovação cuidadosa de todas as superfícies dentais e língua, uso de fio dental e bochechos com meio copo de água morna, 1c de sobremesa de bicarbonato de Sódio, 1 colher de chá de água oxigenada 10v. Pacientes acamados, inclusive em hospitais, necessitam da higienização várias vezes ao dia, por ser a boca o depósito dos coronavírus.  A mucosa dos olhos deve ser mantida limpa por colírios lubrificantes e a mucosa do nariz, por rinosoro. É a mucosa a porta de entrada dos coronavírus. Peço a gentileza de divulgar essas informações. Obrigada.

Dra. Sandra Sayão, professora da UPE, da Faculdade de Odontologia do Recife e Endodontista em clínica privada.







Prezado paciente, na impossibilidade de comparecer, peço que telefonem para o número 3268.1568, informe seu CPF, atualize seu cadastro  e solicite a sua senha para acessar o LIINK do CLINICORP  para facilitar as nossas comunicações.

Obrigado e um fraterno e respeitoso abraço a todos!




Ultrapassamos o décimo dia de quarentena em nosso país.

Foto: Freepik


Amigos e amigas que acompanham o nosso blog, estamos ultrapassando o décimo dia de quarentena aqui em nosso País e uma pergunta soa para a maioria de nós: “como manter a calma em tempos de caos”? A resposta não é fácil, pois em cada ser humano, as crenças são diferentes.

No entanto, a prática da oração tem sido uma grande aliada. E, assim como eu, acredito que maioria dos brasileiros, tem buscado força em Deus. Através da fé, temos conseguido nos sobressair, enxergando que há uma luz no final do túnel que em breve nos deixará em plena claridade.

Há um mês era confirmado o primeiro caso no Brasil. Ainda não tínhamos ideia da dimensão que isso ia tomar. Por fim, estamos em meio à crise e a ideia de que não estamos abandonados nos conforta. Embora em muitos momentos sejamos apenas nós e o espelho, temos a certeza de que há muita gente unida em correntes pelas redes sociais e outros meios de comunicação cuidando para que o bem-estar emocional de cada um de nós seja preservado.

Então que saibamos procurar esses meios e nos afastar de notícias negativas. É uma maneira de enfrentar este momento da melhor forma, com paz, isolamento social e, nunca esquecer; muita higiene.

A ansiedade teima em aparecer. É natural, pois as ruas estão vazias, as escolas sem alunos, empresas sem funcionários. Mas, pensemos nos heróis de branco, nossos estimados profissionais da saúde, que seguem na linha de frente salvando vidas.

Então que possamos reclamar menos e agradecer mais. Todo esse sacrifício trará um bom resultado que é um número de casos menor e, por consequência, menos óbitos. Isso é que é bonito: a união de todos contribuir para salvar vidas.

Não ponhamos nossos pensamentos na saudade. E quando o medo nos surpreender, elevemos o pensamento ao alto em oração. Tudo ficará bem.

Calma, isso logo passará. Novas manhãs surgirão e com elas a alegria de sonhar. Muitas oportunidades virão em que poderemos sorrir, abraçar e beijar.

E, lembre-se: fé e força. Por último: fiquem em casa.



Como diz a música do cantor surubinense Bennê Torres, “o Sertão vai virar Mar”. É assim que estão se sentindo os milhares de pernambucanos do Agreste e do Sertão do estado. As fortes chuvas caídas desde o último final de semana permitiram com que as barragens que abastecem o Sertão Pernambuco e o Agreste atingissem a cota máxima. No Sertão, principalmente na microrregião do Pajeú, o acumulado superou 100 mm em menos de duas horas.

Os maiores acumulados de chuvas foram registrados nos municípios de Sertânia (150mm), Lagoa Grande (67,90mm), Poção (52,00mm), Caruaru (45,81mm) e Quipapá (31,90mm).

Nove barragens em Pernambuco atingiram a cota máxima. Na Bacia Hidrográfica do Capibaribe, as barragens de Poço Fundo, em Santa Cruz do Capibaribe, Santana II, em Brejo da Madre de Deus e Tabocas – Piaca, em Belo Jardim.

A barragem de Barra, localizada em Sertânia, verteu na Bacia Hidrográfica do Rio Moxotó, no sertão do Pajeú, vertera, as barragens de Brotas, em Afogados da Ingazeira, Jazigo e Cachoeira II, em Serra Talhada e Chinelo, em Carnaíba e a barragem de Poço Grande, localizada em Serrita, na Bacia Hidrográfica do Rio Terra Nova.

Em Sertânia, caiu bastante chuva. Parte da cidade ficou ilhada. O Rio Moxotó, que estava seco há muitos anos, apresenta um grande volume de água. Já o trecho da estrada que liga Sertânia ao município de Afogados da Ingazeira foi interditado pela Prefeitura.

Já a Barragem de Jucazinho, que abastece Surubim e outras cidades vizinhas, atingiu 10,35% da sua capacidade e atualmente acumula 21.138.000 m³, de acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

Um novo calendário de distribuição de água entrará em vigor. Serão cinco dias com água para 25 sem, nas cidades de Surubim, Casinhas, Salgadinho, Vertente do Lério, Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho, Vertentes e Toritama. Estes municípios vinham sendo abastecidos de acordo com o calendário de dois dias com água para 28 sem, com a realidade de abastecimento em apenas 50% dos bairros em cidades como Casinhas, Vertentes e Frei Miguelinho.

Além disso, a Compesa está realizando ajustes operacionais no sistema que vão permitir o fornecimento no esquema de quatro dias com água para três sem, em Passira e Riacho das Almas, e três dias com água para quatro sem no município de Cumaru.

Com isso, a esperança do povo nordestino se renova: “Pra cumprir a profecia / do beato que dizia / o Sertão vai virar mar / Ah, ah, ah / o Sertão vai virar mar / Ah, ah, ah / o Sertão vai virar mar...”, Bennê Torres.






As fortes chuvas caídas desde o último final de semana permitiram com que as barragens que abastecem o Sertão Pernambuco e o Agreste atingissem a cota máxima. No Sertão, principalmente na microrregião do Pajeú, o acumulado superou 100 mm em menos de duas horas.

Os maiores acumulados de chuvas das últimas 24 horas, foram registrados nos municípios de Sertânia (150mm), Lagoa Grande (67,90mm), Poção (52,00mm), Caruaru (45,81mm) e Quipapá (31,90mm).

Nove barragens em Pernambuco atingiram a cota máxima. Na Bacia Hidrográfica do Capibaribe, as barragens de Poço Fundo, em Santa Cruz do Capibaribe, Santana II, em Brejo da Madre de Deus e Tabocas – Piaca, em Belo Jardim.

A barragem de Barra, localizada em Sertânia, verteu na Bacia Hidrográfica do Rio Moxotó, no sertão do Pajeú, vertera, as barragens de Brotas, em Afogados da Ingazeira, Jazigo e Cachoeira II, em Serra Talhada e Chinelo, em Carnaíba e a barragem de Poço Grande, localizada em Serrita, na Bacia Hidrográfica do Rio Terra Nova.

Em Sertânia, caiu bastante chuva. Parte da cidade ficou ilhada. O Rio Moxotó, que estava seco há muitos anos, apresenta um grande volume de água. Já o trecho da estrada que liga Sertânia ao município de Afogados da Ingazeira foi interditado pela Prefeitura.

Barragem de Jucazinho
Já a Barragem de Jucazinho, que abastece Surubim e outras cidades vizinhas, atingiu 10,35% da sua capacidade e atualmente acumula 21.138.000 m³, de acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

Um novo calendário de distribuição de água entrará em vigor. Serão cinco dias com água para 25 sem, nas cidades de Surubim, Casinhas, Salgadinho, Vertente do Lério, Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho, Vertentes e Toritama. Estes municípios vinham sendo abastecidos de acordo com o calendário de dois dias com água para 28 sem, com a realidade de abastecimento em apenas 50% dos bairros em cidades como Casinhas, Vertentes e Frei Miguelinho.

Além disso, a Compesa está realizando ajustes operacionais no sistema que vão permitir o fornecimento no esquema de quatro dias com água para três sem, em Passira e Riacho das Almas, e três dias com água para quatro sem no município de Cumaru.




A Secretaria de Saúde de Surubim  iniciou na manhã desta quarta-feira (23), a campanha de vacinação contra a gripe no município. Nesta primeira etapa, o público prioritário são pessoas acima de 60 anos e trabalhadores da área da saúde. Os profissionais enfermagem  irão atender o público em suas residências, evitando assim as aglomerações. Contado também que todos com as medidas de segurança adotadas como o uso de EPIs. Além da vacinação em domicilio, a Prefeitura também está disponibilizando um ponto de atendimento na Policlínica Estefânia, em sistema de Drive-thru, onde as pessoas poderão se imunizar sem sair do carros das 07h às 13h.

A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão de casos suspeitos de  coronavírus, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde. Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos.

O período de vacinação em Surubim vai de 23/03 até  16 de abril, porém irá depender das vacinas liberadas pela Secretária de Saúde do Estado.



Nossa equipe segue trabalhando incansavelmente na prevenção ao contágio do Corona Vírus.

Na manhã de hoje (23), promovemos reuniões com secretários e autoridades de Segurança, tomamos medidas mais severas para que a população entenda a importância de permanecer em casa neste momento.

Na ocasião, entregamos também kits completos para os profissionais do SAMU, em caso de necessidade de atendimento a pessoas contaminadas. Os kits contém máscaras respiratórias, óculos de proteção, máscaras total face e capotes (vestimenta específica de proteção).

São ações assim que nos mantêm otimistas no combate a essa doença. É a Prefeitura de Surubim cumprindo o compromisso de cuidar e proteger as pessoas.









No primeiro dia de vacinação contra a gripe Influenza e H1N1, a Prefeitura de Surubim criou um esquema especial, na Policlínica Estefânia, que vai funcionar até o dia 16 de abril, das 07h às 13h, de segunda a sexta, para imunizar a população com medidas que evitam a aglomeração de pessoas e impedem a proliferação do coronavírus.

A primeira etapa de vacinação é exclusiva para idosos, com mais de 60 anos e profissionais da área da saúde.

A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão de casos suspeitos da Covid-19, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde.

Reforçamos que o Drive-Thru vai funcionar das 07h às 13h, de segunda a sexta, na Policlínica Estefânia Arruda de Farias.




Começou a campanha de vacinação contra a gripe Influenza H1N1. Em defesa da saúde da nossa população, principalmente a dos idosos, que são grupo de risco do COVID 19, a Prefeitura de Surubim está realizando a vacinação em domicílio, nessa primeira etapa, apenas para pessoas acima de 60 anos.

Aguarde a visita do seu agente de saúde, junto à tecnica de enfermagem. Nós vamos até você!


Medidas foram anunciadas pelo governador Paulo Câmara



Governador Paulo Câmara
Foto: Aluísio Moreira/divulgação/SEI

Reuniões com mais de 10 pessoas e o transporte de passageiros por mototáxi estão proibidos em Pernambuco por tempo indeterminado. As medidas fazem parte da série de restrições impostas pelo Governo do Estado como enfrentamento à pandemia de coronavírus e foram anunciadas pelo governador Paulo Câmara no início da tarde desta segunda-feira (23). De acordo com o último balanço da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), divulgado nesse domingo (22), Pernambuco tem 37 casos confirmados de Covid-19, além de três pacientes com cura clínica.

“A melhor prevenção nesse momento é o isolamento social. Por isso, estamos editando um novo decreto hoje com a proibição de reuniões e aglomerações de mais de 10 pessoas e do transporte de passageiros via mototáxi”, determinou o governador em anúncio veiculado em suas redes sociais.

 Mais 4.729 profissionais de saúde


O governador de Pernambuco também anunciou nesta segunda-feira a contratação de 4.729 profissionais para reforçar o sistema de saúde do Estado. Os profissionais serão deslocados para trabalhar nos hospitais, no Hemope e na Universidade de Pernambuco (UPE).


Por: Folha de Pernambuco.

O diretor-geral também informou que o Fundo de Resposta à Solidariedade para a Covid-19 arrecadou mais de US$ 70 milhões (cerca de R$ 357 milhões) em apenas dez dias




Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS
Foto: Fabrice Coffrini/AFP

Em pronunciamento à imprensa nesta segunda (23), o diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom, disse que a pandemia de coronavírus está acelerando. "Foram necessários 67 dias desde o primeiro caso relatado para alcançar os primeiros 100.000 casos, 11 dias para os segundos 100.000 casos e apenas 4 dias para os terceiros 100.000 casos", aponta.

Adhanom informou que ligará para chefes de Estado dos países do G20 nesta semana para articular formas de evitar o esgotamento de EPIs (equipamento de proteção individual) e cobrou união dos 19 países mais ricos do mundo e da União Europeia.

"A solução desse problema requer compromisso político e coordenação política em nível global. [...] Entre outras questões, pedirei que trabalhem juntos para aumentar a produção, evitar proibições de exportação e garantir a equidade da distribuição [de EPIs], com base na necessidade. Precisamos de unidade nos países do G20, que têm mais de 80% do PIB global", disse.


O diretor-geral também informou que o Fundo de Resposta à Solidariedade para a Covid-19 arrecadou mais de US$ 70 milhões (cerca de R$ 357 milhões) em apenas dez dias. Desse valor, a FIFA é responsável por US$ 10 milhões (R$ 51 milhões) e a rede social TikTok contribuiu com outros US$ 10 milhões.

Na última sexta (20), a OMS lançou um serviço de dúvidas sobre o novo coronavírus pelo WhatsApp. Segundo Adhanom, em quatro dias o serviço teve mais 10 milhões de usuários. As versões do serviço em árabe, espanhol e francês devem ser disponibilizadas ainda nesta semana. Não há previsão para que a aplicação seja traduzida para o português.



Por: Folha de Pernambuco.
Foto: Freepik



Quando o Brasil tinha registrado apenas os primeiros casos confirmados do coronavírus, havia muitas pessoas nas ruas. A pandemia parecia não ser algo tão catastrófico. Mas foi só os números acelerarem dia a dia e a população foi tomando medidas preventivas e as ruas ficando desertas, assim como os parques e outras áreas de lazer.

Ainda não é o ideal. Há muita gente circulando e sabemos que alguns serviços não podem parar, por serem de extrema necessidade. Nesse momento nos reportamos, em especial, aos militantes da saúde que estão na linha de frente para enfrentar os contaminados com o vírus.  A vocês, todo nosso apoio, força e fé.

O governo colocou no ar todo um arsenal de ferramentas online para informar a população: aplicativos para celular, o site do Ministério da Saúde e seu canal no YouTube, e até um número especial de WhatsApp trazem dicas para se prevenir, identificar sintomas e, o que é igualmente importante, desmentir notícias falsas a respeito da doença.

Em Pernambuco não tem sido diferente. As ferramentas online nos informam, trazem previsões e mensagens de conforto. Também, não poderia ser diferente.  Nesse momento, é imprescindível a união de todos, compartilhando informações, sendo solidário.

Agora, um dos grandes desafios é manter o nível adequado de alerta na população. No entanto, é preciso lembrar dos cuidados com higiene: lavar as mãos com sabão neutro, passar álcool em gel, ficar em casa, manter superfícies limpas, usar máscaras e luvas e outras recomendações.

O pânico é desnecessário. Sabemos que em muitas cidades as pessoas estão indo aos supermercados para comprar (e estocar) o máximo de comida. Aqui em Surubim houve algum movimento nesse sentido, mas é preciso manter a calma, afinal não há orientações pedindo que a população faça isso sob pena de faltar comida. Por outro lado, se uns poucos armazenam muita comida pode faltar a outros. Então vamos nos conscientizar. Lamentamos que, mesmo com tantas recomendações algumas lojas de serviços não primordiais teimem em abrir as portas, contribuindo para aumentar a possibilidade de contágio. Serviços bancários são permitidos, mas o problema está na aglomeração de pessoas.  Para isso, a prefeita de Surubim Ana Célia Farias, junto à Polícia Militar, tomou medidas para organizar as filas de banco. A Prefeitura de Surubim está tomando todas as iniciativas necessárias de combate ao coronavírus. Por enquanto, o município tem dois casos em investigação, mas temos certeza de que tudo ficará bem.

Uma de nossas vantagens é que nosso povo brasileiro é receptivo e, em sua maioria, adere às recomendações. Resta-nos proteger aqueles com mais de 60 anos que ainda não tomaram consciência, nem têm noção do perigo.

Há movimentos solidários. Em Pernambuco um grupo de empresários se juntou e comprou máquinas de respirar para os hospitais ao custo médio de 50 mil cada. Nosso inimigo invisível está sendo enfrentado.

Se temos mais tempo, que possamos refletir, voltemo-nos para dentro de nós “para entendemos o valor da solidariedade, amor, força, fé, da essência do que somos”. Esse momento serve também para nos ensinar o quanto somos iguais. O medo é universal, mas a coragem também.

Por fim, esperamos boas notícias em breve. O mundo está unido, há correntes de oração e sabemos que a fé move montanhas. Então que possamos nos mover em direção ao alto e pedir a Deus que nos guie e oriente. Salve o nosso Brasil, salve o planeta Terra!


Segundo o secretário a curva de transmissão só terá queda brusca em setembro.


© Reuters
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou nesta sexta-feira (20) que a curva de transmissão do novo coronavírus no Brasil só deve apresentar "queda profunda" em setembro. A declaração foi dada por Mandetta durante videoconferência do presidente Jair Bolsonaro com empresários.

"No mundo ocidental, onde as informações são mais fidedignas [...], fica caracterizado que o vírus tem um padrão de transmissão, [que] ele é muito competente", declarou o ministro.

"São Paulo está fazendo o início do seu redemoinho [de transmissão]. A gente imagina que ela vai pegar velocidade e subir nas próximas semanas, 10 dias. A gente deve entrar em abril e iniciar a subida rápida, isso vai durar os meses de abril, maio, junho, quando ela vai começar a ter uma tendência de desaceleração. O mês de julho deve começar o platô. Em agosto o platô vai começar a mostrar tendência de queda e aí a queda em setembro é profunda, tal qual a de março na China", concluiu.

Ainda segundo o ministro, pelas projeções atuais o sistema brasileiro de saúde entraria em colapso em abril. Para evitar isso, continuou o ministro, o governo pode ser obrigado a "segurar a movimentação" de pessoas para tentar diminuir a velocidade da transmissão.

"O que é um colapso? Você pode ter o dinheiro, o plano de saúde, mas simplesmente não há sistema para você entrar", explicou.

Por: Notícias ao Minuto.


Informação foi do ministro da Saúde, que fez ressalvas, porém, aos efeitos colaterais e riscos da auto-medicação



Medicação
Foto: Pixabay

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou nesta sexta-feira (20) que o governo validou a cloroquina para o tratamento do novo coronavírus e que a medicina está sendo administrada para pacientes graves. "O medicamento, a cloroquina. Nós estávamos participando do estudo, já validamos. Temos capacidade de produção, já estamos produzindo e está na prateleira dos pacientes graves", declarou o ministro, durante uma videoconferência do presidente Jair Bolsonaro com empresários.

A cloroquina é registrada no Brasil para o tratamento da artrite, lupus eritematoso, doenças fotossensíveis e malária. Alguns tratamentos foram considerados promissores no tratamento de pacientes com a Covid-19. No entanto, Mandetta alertou que o medicamento é experimental, traz fortes efeitos colaterais e afirmou que a população não deve sair comprando o produto.

"Participamos do trial [teste], tem muitas limitações e muitos efeitos colaterais. É indicado para casos graves e entubados. É fake news a informação que temos um comprimido que toma e sara. Não tem", ressaltou o ministro. Ele destacou ainda que a substância, como efeito colateral, causa lesão hepática. Mandetta voltou a afirmar que, na pandemia do coronavírus, o problema é a sobrecarga do sistema de saúde.

"O problema é entrarem todos ao mesmo tempo no sistema de saúde. O vírus é agressivo para o sistema de saúde, e suas consequências. As pessoas continuam quebrando cabeça, tendo apendicite, tendo enfarto, a vida continua. E o sistema está totalmente congestionado por milhares de pessoas em leitos de UTI", disse.

"Tudo o que está saindo em ciência mundial, nós estamos ligados diretamente com todas as melhores academias do mundo. E estamos fazendo parte dos trials [testes]. O que sair, em segundos a gente tem aqui", concluiu.

A divulgação de informações de que a cloroquina poderia ser eficiente no tratamento do Covid-19 fez com que esse medicamente sumisse das prateleiras do País. Por isso, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) passará a cobrar que empresas que fabricam cloroquina e hidroxicloroquina peçam aval da agência para exportação dos produtos.

A medida deverá constar de resolução a ser publicada nesta sexta. Na prática, porém, todos os pedidos serão vetados. À Folha de S. Paulo, o diretor-presidente da agência, Antonio Barra Torres, disse que a medida visa garantir estoques para fornecimento a pacientes com artrite, malária e lúpus, a quem o remédio é indicado.

Em outra frente, a agência também deverá aumentar a cobrança de receita médica para venda desses produtos em farmácia, como ocorre para antibióticos. O objetivo é evitar desabastecimento e minimizar riscos à saúde em meio a uma corrida pelo produto desde que surgiram anúncios de que a droga poderia ser testada contra o coronavírus.


Por: Folha de Pernambuco.

Pesquisadores da Fiocruz e FGV estimaram qual o risco de disseminação da epidemia da Covid-19 no Brasil



Testes na Fiocruz
Foto: Josué Damacena/IOC

Com base em modelos matemáticos de previsão, pesquisadores da Fiocruz e da Fundação Getulio Vargas (FGV) estimaram qual o risco de disseminação da epidemia da Covid-19 no Brasil. A estimativa prevê que além dos centros urbanos das regiões Sul e Sudeste, Recife e Salvador devem enfrentar a situação mais difícil, com grande potencial de acumular casos graves no curto prazo.

Além da conectividade aérea, o estudo levou em conta o percentual de população de risco, acima de 60 e acima de 80 anos, elevado nessas regiões. Microrregiões no interior dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo também devem apresentar surtos em breve, devido à mobilidade pendular com suas capitais.

O relatório Estimativa de risco de espalhamento da Covid-19 no Brasil e o impacto no sistema de saúde e população por microrregião foi produzido pelo Núcleo de Métodos Analíticos para Vigilância em Saúde Pública (Procc/Fiocruz) e pela Escola de Matemática Aplicada (EMAp/FGV).

No documento é analisado o risco de epidemias nas microrregiões brasileiras a partir da exportação de casos dos dois maiores centros urbanos do país, Rio de Janeiro e São Paulo. As duas cidades já possuem transmissão sustentada da doença e devem se tornar o principal foco de disseminação a partir de agora.


Por: Folha de Pernambuco.

Confira todas as mudanças e acompanhe a cobertura da pandemia

Teste de coronavírus
Foto: Jooh Moore/Getty Images/AFP-




Em meio à pandemia de coronavírus, várias atividades e serviços sofreram alterações em Pernambuco. Estão suspensas as aulas nas escolas estaduais, municipais e particulares de todo o Estado, assim como as atividades nas universidades públicas e particulares.

Confira as mudanças:
 Universidades


Sete instituições públicas de ensino superior de Pernambuco - UFPE, UFRPE, IFPE, UPE, Ufape, IF-Sertão e Univasf -, além da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), estão com as atividades paralisadas desde segunda-feira (16). A medida vale até o fim de março e afeta todos os campi espalhados pelo Estado.

Escolas estaduais, municipais e particulares
 

Escolas estaduais, municipais e particulares de todo o Estado estão com as aulas suspensas como medida de prevenção contra o novo coronavírus, conforme determinação do Governo de Pernambuco.

Igreja Católica


A Arquidiocese de Olinda e Recife cancelou as missas com fiéis, inclusive na Semana Santa. Diversos eventos também foram suspensos.

 Metrô do Recife


Os trens das Linhas Centro e Sul do Metrô do Recife circularão apenas nos horários de pico, entre 6h e 9h e 16h30 e 20h, a partir deste sábado (21). A operação da Linha Diesel (VLT) será suspensa.

Polícia Civil


A Polícia Civil de Pernambuco anunciou que está disponibilizando à população um serviço online para prestar queixas. A Delegacia pela Internet evita a necessidade de sair de casa para registrar ocorrências, diminuindo assim o fluxo de pessoas nas unidades.

Detran-PE


O Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) elaborou plano de contingenciamento e, entre as ações está a prorrogação por 15 dias da data do vencimento de multas locais e identificação de condutor e por 20 dias para as as multas Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf).

Aeroporto do Recife


A Prefeitura do Recife solicitou à Anvisa a suspensão de voos internacionais a partir da próxima sexta-feira (20). Caso a mudança seja aceita, não serão permitidas decolagens e chegadas.

Aeroporto de Fernando de Noronha


O Aeroporto de Fernando de Noronha será fechado a partir do próximo sábado (21) por tempo indeterminado.

VEM Idoso


Agendamento e atendimento para emissão do cartão VEM Idoso estão suspensos a partir desta terça-feira (17), como medida do Grande Recife Consórcio de Transporte para conter o avanço do coronavírus em Pernambuco. A medida, a princípio, vale até 31 de março. Segundo o órgão, a iniciativa pretende evitar a aglomeração de pessoas idosas no posto de atendimento do VEM.

Shoppings centers


Determinação do Governo de Pernambuco para fechar todos os shoppings centers no Estado a partir deste sábado (21). Até lá, funcionam em horário especial, das 12h às 20h.

Comércio


Por determinação do Governo de Pernambuco, estabelecimentos comerciais fecham em todo o Estado a partir deste domingo (22), à exceção de serviços essenciais como supermercados, padarias, mercadinhos, farmácias, postos de gasolina, casas de ração animal, depósitos de água mineral e gás, além de obras, hospitais, abastecimento de água, gás, energia e internet.

Serviços e construção civil
 

Por determinação do Governo de Pernambuco, serviços e obras de construção civil param em todo o Estado a partir deste domingo (22), à exceção de serviços essenciais como supermercados, padarias, mercadinhos, farmácias, postos de gasolina, casas de ração animal, depósitos de água mineral e gás, além de hospitais, abastecimento de água, gás, energia e internet. Obras contratadas pelo serviço público de todos os entes federativos e consideradas essenciais também não deverão ser suspensas. 

 Bares, lanchonetes e restaurantes


Conforme determinação do Governo de Pernambuco, funcionam só para entrega a partir deste sábado (21).

Comércio na praia e salões de beleza


Conforme determinação do Governo de Pernambuco, não funcionam.

 Clubes sociais


Conforme determinação do Governo de Pernambuco, não funcionam.

Cinemas


Decreto do Governo do Estado suspendeu todas as sessões de cinema em Pernambuco.

Academias particulares


Academias particulares foram fechadas conforme determinação do Governo de Pernambuco.
Defensoria Pública

A Defensoria Pública de Pernambuco suspendeu o atendimento presencial em todas as unidades do Estado até o dia 30 de abril.

Bancos


Algumas agências funcionam em esquema de contingência e permitem a entrada de poucas pessoas por vez. O sindicato, no entanto, pede o fechamento imediato.

Agências do Trabalho


As Agências do Trabalho de Pernambuco, tanto as localizadas na Região Metropolitana do Recife, como no interior do Estado, vão suspender o atendimento por tempo indeterminado, a partir de segunda-feira (23).

Ciclofaixa de Turismo e Lazer


Ciclofaixa de Turismo e Lazer, que funciona no Recife aos domingos e feriados nacionais, está suspensa por tempo indeterminado.

 Mercados públicos e feiras livres do Recife


De acordo com determinação da Prefeitura do Recife, os mercados públicos e as feiras livres da cidade funcionam agora só até as 15h.

Fundação Altino Ventura


A Fundação Altino Ventura (FAV), anunciou a suspensão do funcionamento das cinco unidades a partir das 16h desta quinta-feira (19). O serviço de urgência oftalmológica 24 horas e as cirurgias de urgência continuam funcionando normalmente.

Polícia Federal


Está suspenso todo o atendimento ao público por parte da Polícia Federal em Pernambuco. A suspensão vale para os atendimentos previamente agendados - apenas as situações consideradas de extrema necessidade terão atendimento e, ainda assim, dentro de condições pré-estabelecidas.

TJPE


O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) vai manter os serviços judiciais, mas suspender o funcionamento presencial nas unidades judiciais e administrativas de todo o Estado. Os atendimentos e funcionamento acontecerão de forma remota.

Terreiros


Terreiros de matriz africanas localizados na Região Metropolitana do Recife suspenderam suas atividades. Apenas cultos essenciais estão mantidos.

Compaz Recife


Suspensas as atividades desde quarta-feira (17).

 Academias da Cidade e do Recife


Suspensas as atividades desde quarta-feira (17).

Paixão de Cristo


A Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, que aconteceria de 4 a 11 de abril, precisou ser adiada. A produção do espetáculo anunciou que um dos principais eventos do calendário cultural de Pernambuco acontecerá somente de 2 a 7 de setembro.

Equipamentos culturais do Recife


A Prefeitura do Recife fechou museus e galerias de arte geridos pela gestão municipal por tempo indeterminado.

 Mirabilandia


O Mirabilandia, que funciona ao lado do Centro de Convenções, em Olinda, suspendeu suas atividades até o dia 3 de abril, quando haverá uma reavaliação do cenário da pandemia do novo coronavírus. Quem tem passaportes comprados para o período pode revalidar o prazo para usar até outubro deste ano. Dúvidas podem ser tiradas no (81) 3366.2000 ou no site www.mirabilandia.com.br.

Parque Dois Irmãos


O Parque de Dois Irmãos está fechado para visitação.

Cais do Sertão
 

O Centro Cultural Cais do Sertão interrompeu todas as suas atividades interativas e de visitação.

Fundação Joaquim Nabuco


Cinemas, museu, galerias e quaisquer outras atividades realizadas pela Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) estão suspensas por tempo indeterminado.

Chaves, um Tributo Musical


A apresentação do espetáculo "Chaves – Um Tributo Musical" foi cancelado e uma nova data ainda não foi marcada pela produção do evento, previsto inicialmente para os próximos dias 28 e 29 de março no Teatro RioMar.

Campeonato Pernambucano


A Federação Pernambucana de Futebol (FPF) resolveu paralisar o Campeonato Pernambucano de Futebol por tempo indeterminado.

Futebol nacional


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou uma nota oficial neste domingo (15) na qual anuncia a decisão de suspender, a partir desta segunda-feira (16), por prazo indeterminado, as competições nacionais sob sua coordenação que estão em andamento. A medida afeta a partida de volta do Afogados contra a Ponte Preta na Copa do Brasil.

Eliminatórias da Copa e jogo do Brasil na Arena


As duas primeiras rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, no Catar, foram adiadas em virtude da propagação do coronavírus. A estreia da Seleção Brasileira estava programada para o dia 27 de março, na Arena de Pernambuco, contra a Bolívia. Após esse jogo, o próximo compromisso do Brasil seria contra o Peru, fora de casa, no dia 31.


Por: Folha de Pernambuco.

Segundo gestores, os profissionais que estão na frente de trabalho de combate à pandemia estão entre as prioridades



Teste para Covid-19
Foto: Danny Lawson / POOL / AFP

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, anunciou nesta sexta-feira (20) que entre as medidas que estão sendo trabalhadas para estruturar o Estado para enfrentar a pandemia do novo coronavírus está a construção de parcerias para ampliar a capacidade de diagnósticos da covid-19. Está prevista para a próxima semana a chegada de dois mil kits de testagem, o que dará capacidade para realizar cerca de 100 testes por dia.

Esse suporte será necessário, segundo Longo, para dar maior segurança aos profissionais de saúde que estão atuando no front. “Os profissionais de saúde passarão a ser priorizados para podermos afastá-los quando for necessário e os termos de volta mais rápido. Para podermos cuidar da possibilidade de os profissionais adoecerem por síndromes gripais, não necessariamente a Covid-19, e poder tomar medidas preventivas”, destacou o gestor.

Longo fez questão de frisar também o protocolo que deve ser adotado por quem manifestar sintomas compatíveis com um quadro de infecção pelo novo coronavírus. “A gente tem recomendado que deve permanecer em atenção hospitalar apenas os quadros que têm sintoma de alerta, que faça referência à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que nem sempre é causadas pelo novo coronavírus. Podem ser causadas pela Influenza A (H1N1) ou até bactérias”, disse Longo.

Os sintomas em questão são desconforto respiratório, falta de ar, saturação baixa, febre e prostração. "Esses são os sinais para (o paciente) procurar ajuda hospitalar e também para as equipes de saúde manterem (o paciente) em atenção hospitalar, seja em enfermarias ou UTI. Sobretudo se forem pessoas acima dos 60 anos. São esses os casos prioritários para teste, tanto para diagnosticar Influenza A quanto a Covid-19”, enfatizou o chefe do setor de infectologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Recife, Demétrius Montenegro.

No último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Pernambuco, no fim da tarde desta sexta, o Estado registra 31 casos confirmados da Covid-19 e outros 289 casos em investigação. Foi anunciada também a primeira alta clínica relacionada ao novo coronavírus em Pernambuco. Trata-se de uma mulher, 66 anos, moradora do Recife, que foi internada no dia 5 de março, após retornar de viagem à Itália.


Por: Folha de Pernambuco.

A proposta foi aprovada em uma sessão virtual - a primeira da história nesse formato



© Reuters

O Senado aprovou, nesta sexta-feira, 20, o decreto de calamidade pública no País. O pedido foi feito pelo governo do presidente Jair Bolsonaro para permitir aumento de gastos no combate ao novo coronavírus. Até quinta-feira, 19, os dados apontavam sete mortes pela covid-19 no Brasil.

A proposta foi aprovada em uma sessão virtual - a primeira da história nesse formato. O Senado desenvolveu um sistema para votar projetos emergenciais remotamente durante a crise e afastar o risco de disseminação da doença.

Desde semana passada, diversas reuniões presenciais no Congresso foram canceladas. Foram 75 votos favoráveis ao decreto, que foram dados verbalmente um a um, como era antigamente antes da instalação de painéis eletrônicos no Congresso. Não houve votos contrários. O aplicativo de votação automática para as reuniões remotas ainda não ficou pronto.

É a primeira vez que o Brasil entrará em estado de calamidade desde o início dos efeitos da Lei de Responsabilidade Fiscal, em 2000. O decreto não depende de sanção presidencial e passará a ter força de lei, estabelecendo a calamidade pública até o fim deste ano. O texto já havia sido aprovado pela Câmara dos Deputados nesta semana.

Com o decreto, o governo não será mais obrigado a cumprir a meta de resultado primário para o ano, ou seja, a de um déficit de R$ 124,1 bilhões. Isso significa que não precisará bloquear recursos para fechar as contas nesse patamar. Estimativas mais atuais apontam rombo de aproximadamente R$ 200 bilhões em 2020 por causa dos efeitos da pandemia.

O Ministério da Economia esclareceu esta semana que a medida só impacta a meta fiscal e não livra a União de cumprir o teto de gastos (mecanismo que proíbe que as despesas cresçam em ritmo superior à inflação) ou a regra de ouro (que impede o financiamento para pagamento de gastos correntes, como salários).

O decreto estabelece a criação de uma comissão de deputados e senadores para acompanhar as ações desenvolvidas durante o estado de calamidade.

O colegiado deverá realizar uma audiência pública com o ministro da Economia, Paulo Guedes, a cada dois meses. A reunião poderá ser feita a distância.

Senador com coronavírus


Mesmo diagnosticado com coronavírus, o senador Prisco Bezerra (PDT-CE) participou da sessão remota do Senado para votar o decreto de calamidade pública.

O parlamentar confirmou que está com a doença na quinta-feira. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) também estão com a doença, mas não participaram da sessão. Trad está hospitalizado.

"Eu não poderia deixar de participar deste momento histórico e meu voto é sim", disse Bezerra, agradecendo aos colegas por desejarem melhoras. O senador está em quarentena.

Outros parlamentares também estão em isolamento, mesmo sem registro da doença. Um deles é Jorginho Mello (PL-SC), que também participou da sessão virtual. Ele está em quarentena após ter participado da comitiva presidencial nos Estados Unidos e tido contato com autoridades diagnosticadas com coronavírus.

Por: Notícias ao Minuto.


Além da rapidez, o teste recorre a instrumentos simples.



© DR

Cientistas do Departamento de Ciências de Engenharia da Universidade de Oxford e do Centro de Pesquisa Avançada Oxford Suzhou (OSCAR), no Reino Unido, desenvolveram um teste para o diagnóstico da Covid-19, que demora somente meia-hora para apresentar resultados. A equipe de investigadores britânicos, liderada pelos professores Zhanfeng Cui e Wei Huang, está trabalhando exaustivamente para melhorar os recursos de diagnóstico da doença que já atinge cerca de 240 mil pessoas e matou quase 10 mil em todo o mundo.

Além da rapidez, o teste recorre a instrumentos simples. De acordo com os cientistas, os testes de RNA viral utilizados atualmente demoram entre uma hora e meia a duas para ter resultados. Já a nova técnica fornece informação três vezes mais rápido.

“O teste tem verificações internas para evitar falsos ‘positivos’ ou ‘negativos’ e os resultados foram altamente precisos”, afirmou o investigador Wei Huang, num comunicado emitido à imprensa. Adicionalmente, o método é extremamente preciso ou seja, doentes num estágio inicial da infecção podem ser diagnosticados mais cedo.

O teste opera tendo como base um instrumento térmico que mantém uma temperatura regular de modo a fazer a transcrição reversa do RNA e a amplificação do DNA. Uma outra vantagem da nova tecnologia, é que os resultados podem ser lidos a olho nu, o que ajuda sobretudo indivíduos que vivem em países ou zonas mais economicamente desfavorecidas ou isoladas.

Neste momento, os cientistas estão trabalhando na formulação de um dispositivo integrado de modo a que o teste possa ser usado em clínicas, hospitais, aeroportos ou em casa.


Por: Notícias ao Minuto.