COMEMORAÇÃO - Lançamento do aplicativo e site são as “cerejas do bolo”.



Completando um ano de atuação no ramo supermercadista, o Mercadão Kipreço, em Surubim, no Agreste pernambucano, mostrou que veio pra ficar. Idealizado pelos irmãos e empresários Fabrício Brito e Fernando Brito Filho (in memoriam), o estabelecimento é hoje umas das maiores referências em diversidade de itens, atendimento e estrutura. Contando com um quadro de 38 funcionários, o Mercadão Kipreço se destaca também por oferecer um amplo espaço para diversas marcas regionais.

De acordo com o gerente André Barros, o Mercadão Kipreço se consolidou no comércio de Surubim e no Agreste pernambucano graças ao empenho de uma grande equipe e dos clientes amigos. “ Nascemos como uma empresa promissora, hoje somos uma realidade consolidada. Valorizando não só nossa estrutura, fornecedores e colaboradores, mas também o nosso maior patrimônio que são os nossos clientes”, ressalta.

E diante de tanto sucesso, o empreendimento preparou, para o seu primeiro aniversário, um mês repleto de promoções especiais, brindes, sorteios e ações, porém, isto não é tudo! Uma das grandes surpresas é o lançamento do aplicativo e do site Mercadão Kipreço. Duas novas opções para o cliente fazer sua compra de uma maneira rápida, fácil e cômoda.

O lançamento dessas ferramentas representam um passo importante na trajetória da empresa. “O site e aplicativo Mercadão Kipreço conta com mais de 20 mil itens. Garantimos suporte total na hora das compras. E é com muito orgulho que o Mercadão Kipreço presenteia os clientes no nosso mês de aniversário. É para começar julho com o pé direito”, enfatiza.

O Mercadão Kipreço foi inaugurado no dia 10 de julho de 2019.




Tido como vereador atuante em sua rápida passagem pela Casa Euclides Mota, o também ex-secretário de Governo de Surubim, Irmão Carlos Roberto, declarou ao blog que vai tornar oficial sua pré-candidatura a vereador do município. Ele é filiado ao partido Republicanos.

O pré-candidato afirmou que trabalha para viabilizar a candidatura.  “Essa não é uma decisão só minha. Estive conversando com minha família, parentes e amigos... Percebi que há um claro desejo de mudança em Surubim. Resolvi colocar meu nome à disposição mais uma vez”, disse.

Carlos Roberto foi suplente de vereador no período de 2013 a 2016. Ele assumiu a vaga por alguns meses em duas ocasiões. No curto período que foi vereador, conseguiu aprovar vários projetos. Entre eles, o Dia do Evangélico de Surubim – que atualmente é comemorado no dia 7 de setembro.

“Sempre gostei de ouvir e ajudar às pessoas. Isso me despertou o desejo e decidi tentar esse novo projeto. Tenho muita vontade de trabalhar em prol do povo surubinense, trabalhar pelos jovens, crianças, idosos, mulheres, trabalhar por todos, pelo bem comum da nossa comunidade”, revelou.

O ex-vereador também explicou a decisão de entrar no Republicanos. “Devido ao meu desejo de fazer mais pelas pessoas, precisei buscar novos ares e o partido que eu encontrei maior aproximação e aderência é o Republicanos", explicou.

O pré-candidato esclarece a decisão de seguir com Flávio Nóbrega para prefeito nas eleições deste ano. “Dr. Flávio é o ex-prefeito mais bem avaliado. Trabalhou muito. Fez da cidade um grande canteiro de obras, valorizou os servidores, investiu na saúde, educação, trouxe merenda de qualidade, tinha remédio nos postos de saúde. O povo percebe a diferença”.

Também demonstrou otimismo ao defender a preferência por Nóbrega. “Como falei, há um desejo muito forte de mudança. O pré-candidato Dr. Flávio é o que reúne as melhores condições de vencer o pleito e virar essa página difícil”. Concluiu.

Irmão Carlos Roberto é casado com Josilene Marina e pai de Josiane Roberta e Josias Roberto. Surubinense nato, sempre morou na cidade. Filho de pais humildes, ele assumiu cedo responsabilidades e trabalhou por vários anos no comércio local.

Graduando em Teologia pela Faculdade das Assembleias de Deus do Brasil e membro dessa igreja há cerca de 30 anos, Carlos Roberto tem forte inserção no meio evangélico. Sendo o público gospel uma das suas bases de apoio mais expressivas.



Para aplacar os males do isolamento e por o corpo em movimento, a Evoluir Treinamento, coordenada pelo Personal Trainer Vítor Arruda, vem realizando lives através das redes sociais.

A live mais recente aconteceu na última quinta-feira (25/06), a partir das 20h30 e que contou com a participação de parceiros.

A Evoluir Treinamento foi fundada em janeiro de 2017. A princípio era uma sociedade, entre Vítor e a professora Rayana Pinon. Depois de um ano na empresa, a sócia resolveu seguir com outros projetos. 

Além de sócio proprietário da Evoluir Treinamento, Vítor é coordenador da A2Fit academia. Ele é formado em Educação Física pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e pós-graduado em treinamento de força pela Universidade de Pernambuco (UPE)

Os atendimentos da Evoluir Treinamento se dão em diferentes locais, procurando trazer o maior conforto ao cliente: academias, praças, praias, áreas de lazer de prédios. O atendimento vai variar de acordo com o perfil e necessidade do aluno.

Na entrevista a seguir, Vítor Arruda fala das atividades físicas e de sua importância para a saúde corporal.

BLOG MALUMA MARQUES - Qual o propósito do projeto da Evoluir Treinamento?

VÍTOR ARRUDA - Dar mais conforto, benefícios, comodidade, segurança e qualidade para os seus alunos. Temos o intuito de dar aulas prezando a individualidade biológica de cada cliente, para melhor satisfazê-lo e atender aos seus objetivos.

BMM - Como é possível manter o corpo em forma e quais procedimentos são aplicados pela Evoluir?

VÍTOR ARRUDA - A parte principal passa por planejamento e execução, sempre objetivando todos os benefícios que a pratica regular de atividade física proporciona. A sociedade é constantemente alertada sobre a importância da prática de atividade física nos diferentes ciclos da vida. Do bebê (pois é, atividades em piscina que muito possivelmente criarão gatilhos mentais pra evitar o sedentarismo no futuro) ao idoso (evitando sarcopenia, osteoporose devido a diminuição da perda de densidade óssea e principalmente evitando quedas, caracterizando alta taxa de mortalidade desse grupo específico). A Evoluir Treinamento tem padrões de análise, através de anamnese traçamos o perfil do aluno (histórico de treinamento, Rotina, Lesões). Com avaliação física objetivamos diagnosticar possíveis disfunções que irá trazer dados importantes para criação de um treinamento específico para cada cliente. Respeitando sempre a individualidade biológica.

BMM - Qual a importância da reeducação alimentar aliada à prática de exercícios físicos?

VÍTOR ARRUDA - Atividade física e uma boa alimentação são aliados inseparáveis para termos todas as funções do organismo funcionando em harmonia. O nutricionista e o professor de educação física trabalhando em parceria em busca do melhor resultado. A Evoluir Treinamento se preocupa sempre em alertar seus alunos e indicar profissionais capacitados.

BMM - Qual é o primeiro passo que uma pessoa que não costuma se exercitar deve tomar para sair do sedentarismo?

VÍTOR ARRUDA - Primeiro passo seria escolher um profissional capacitado para através dos mecanismos de avaliação citados acima (anamnese, avaliação física), encontre a melhor maneira de o manter motivado e traçar metas factíveis. O início da prática de atividade física sem a orientação devida, pode trazer risco a sua saúde como possíveis lesões.

BMM - Para as pessoas que não gostam de musculação, praticar outras atividades, como natação ou caminhada, surte o mesmo efeito no corpo?

VÍTOR ARRUDA - Com toda certeza. O Professor deve arrumar estratégias de manter o aluno sempre motivado. Qualquer estimulo que você dê ao corpo vai gerar adaptações fisiológicas. A atividade tem que se tornar prazerosa e nunca de forma dolorosa ou imposta. Qualquer tipo de atividade física, seja de qualquer natureza trará todos os benefícios que a gente tanto deseja. Costumo dizer que é o remédio que não é vendido na farmácia. Portanto movimente-se!

BMM - Quais tipos de exercício colaboram para o emagrecimento e qual seu real efeito no organismo?

VÍTOR ARRUDA - Qualquer estímulo dado irá gerar um déficit calórico. Por isso é de fundamental importância a prática regular de exercício físico, assim como uma boa alimentação para prevenir o excesso de peso e suas consequências. Exercícios cardiovasculares (caminhadas, corridas), exercícios multiarticulares membros superiores (Flexão dos cotovelos) e inferiores (Agachamento) tendem a ter um gasto calórico maior. Contudo existe muitas formas de se exercitar e ter bons resultados. Controle do peso, liberação de hormônios que ajudam a regular o peso, ajuste da pressão arterial que afligem grande parte das pessoas que tem sobrepeso. Controle da glicemia entre inúmeros outros benefícios.


Presidente da Câmara tenta fechar consenso até a quarta-feira


Maryanna Oliveira / Câmara dos Deputados



O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (29) que ainda está longe de um acordo para votar na Casa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/20, que adia as eleições municipais deste ano, previstas para outubro, em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

O texto, aprovado na semana passada no Senado, prevê que o pleito seja realizado nos dias 15 e 29 de novembro, em vez das datas oficiais de 4 e 25 de outubro.

Rodrigo Maia disse que está trabalhando para que haja consenso para votar a matéria até quarta-feira (1°). “É importante que a Câmara tome a sua decisão. Estamos dialogando para construir o apoio necessário, até a unanimidade, para que a gente possa votar, mas ainda estamos longe disso. A nossa intenção é, com diálogo, chegar até quarta-feira (1º) a uma solução para esse problema”, disse durante coletiva ao lado do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, e do deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP), depois de uma reunião reservada.

Maia, que defende o adiamento do pleito, lembrou que pelo atual calendário eleitoral, o dia 4 de julho já impõe uma série de restrições nas condutas de agentes públicos e servidores que podem afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais.

“A decisão de votar a PEC precisa acontecer essa semana, até porque temos o prazo de 4 de julho, que é muito importante. São milhares de servidores públicos que pretendem disputar a eleição, certamente muitos na área da saúde, que precisam da informação para tomar a sua decisão”, disse.

Transferência de recursos


Questionado sobre a pressão de prefeitos e deputados para votar o texto da MP 938/20, que transfere recursos da União para estados, municípios e o Distrito Federal, por meio dos fundos de participação de estados e municípios (FPE e FPM), Maia disse que está trabalhando para “organizar a pauta”.

A medida reservou até R$ 16 bilhões para manter os repasses do FPM e do FPE no período de março a junho. Maia disse que, até o momento, foram repassados R$ 10 bilhões e que está avaliando a hipótese de disponibilizar R$ 5 bilhões a R$ 6 bilhões para os entes municipais.

A votação da MP seria parte de um acordo para resolver o impasse em torno da PEC das eleições. Entretanto, segundo Maia, não há entendimento se os recursos devem ser disponibilizados apenas para a saúde ou podem ser usados em outras áreas, como transporte.

“Estamos dialogando em relação a questão que eu sempre defendi, do adiamento das eleições”, disse Maia, acrescentando “que os prefeitos e deputados ligados a prefeitos estão demandando é que esses recursos possam ser utilizados já que o crédito já está criado. O que queremos e o próprio governo federal já começou esse diálogo conosco há duas semanas, é para a gente criar algum programa para a utilização desses recursos”.


Por: Agência Brasil.

Resolução está no Diário Oficial da União



Reuters / Bruno Kelly / Direitos Reservados

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decidiu incluir, no rol de procedimentos obrigatórios a serem atendidos por planos de saúde, os testes para confirmação de infecção pelo novo coronavírus, que causa a covid-19. A Resolução Normativa 458, de 2020, que inclui os exames laboratoriais, foi publicada hoje (29) no Diário Oficial da União.

As pesquisas de anticorpos IgA, IgC ou IgM serão obrigatórias para os planos de saúde nas segmentações ambulatorial, hospitalar (com ou sem obstetrícia) e referência, nos casos em que o paciente apresente ou tenha apresentado alguns quadros clínicos.

Entre esses quadros clínicos estão gripe com quadro respiratório agudo (com febre, tosse, dor de garanta, coriza ou dificuldade respiratória) e síndrome respiratória aguda grave (dificuldade para respirar, pressão persistente no tórax, saturação de oxigênio menor que 95% em ar ambiente ou coloração azulada nos lábios e rosto).

A inclusão dos exames no rol de procedimentos obrigatórios para planos de saúde foi tomada em reunião colegiada da ANS na semana passada, em cumprimento a uma decisão judicial.


Por: Agência Brasil.

Repasses de R$ 600 a R$ 1.200 obedecem ao calendário do programa



Macello Casal Jr Agência Brasil.

Mais 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família com Número de Identificação Social (NIS), final 9, recebem hoje (29) a terceira parcela do auxílio emergencial.

Os integrantes do programa começaram a receber a terceira parcela no último dia 17. Os primeiros a receber foram os beneficiários com NIS final 1. E os últimos serão os beneficiários com NIS final 0, amanhã (30).

Os repasses de R$ 600 a R$ 1.200 obedecem ao calendário habitual do programa até 30 de junho.

O auxílio emergencial é parte das ações do governo federal para reduzir os impactos socioeconômicos causados pela pandemia de covid-19.


Por: Agência Brasil.

O total de recursos soma mais de R $ 3,1 bilhões



Marcelo Camargo / Agência Brasil.

A Caixa inicia, nesta segunda-feira (29), o pagamento do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), para 4,9 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro. Nessa primeira etapa, o total de recursos liberados soma mais de R$ 3,1 bilhões.

O novo saque tem como objetivo enfrentar o estado de calamidade pública em razão da pandemia da covid-19. No total, serão liberados, de acordo com todo o calendário, mais de R$ 37,8 bilhões, para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores.

O pagamento do saque emergencial será realizado por meio de crédito na Conta Poupança Social Digital, aberto automaticamente pela Caixa em nome dos trabalhadores. O valor do saque emergencial é de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas ativas ou inativas com saldo no FGTS.



Calendário de crédito em conta e saque

O pagamento será realizado conforme calendário a seguir:


O calendário foi estabelecido com base no mês de nascimento do trabalhador e contém dados que correspondem a valores de crédito na conta de armazenamento digital social, quando os recursos podem ser usados ​​em estatísticas eletrônicas, além de dados a partir de quando os recursos disponíveis estão disponíveis para saque em espécie ou transferência para outras contas.

Caso não haja movimentação na conta de economia social digital até 30 de novembro deste ano, o valor será devolvido à conta do FGTS com devida remuneração do período, sem prejuízo para o trabalhador. Se após esse prazo, o trabalhador decidir fazer a emergência, poderá solicitar pelo Aplicativo FGTS até 31 de dezembro de 2020.

A Caixa disponibiliza os seguintes canais de atendimento para informações sobre o saque emergencial do FGTS: site fgts.caixa.gov.br, Telefone 111 - opção 2, Internet Banking Caixa e APP FGTS.


Por: Agência Brasil.

Doenças cardiovasculares são as que mais matam no Brasil e no mundo



Tomaz Silva / Agêbncia Brasil.



Os cartórios de registro civil registraram aumento de 31% no número de mortes por doenças cardiovasculares entre 16 de março, quando os estados começaram a decretar a quarentena por causa da pandemia da covid-19, a 31 de maio, em comparação com o mesmo período de 2019.

Os dados fazem parte do novo módulo do Portal da Transparência, lançado hoje (26), que reúne os óbitos por doenças cardíacas. O módulo foi desenvolvido pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil) em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).

Porém, o levantamento da SBC mostra que os óbitos por infarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC) registraram queda de 14% e 5% respectivamente, no período analisado, o que, na avaliação do presidente da entidade, Marcelo Queiroga, pode estar diretamente relacionado ao aumento do número de mortes em domicílio e à dificuldade do diagnóstico exato.

“A forte correlação positiva entre o aumento de mortes cardiovasculares por causas inespecíficas e domiciliares corrobora essas explicações, pois pode sugerir que pelo menos algumas das mortes por infarto e AVC ocorreram em casa, impedindo o diagnóstico correto”, disse Queiroga.

O presidente da Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista, Ricardo Costa, lembra que as doenças cardiovasculares, que são as que mais matam no Brasil e no mundo, continuam acontecendo. “Estamos vivendo situação preocupante. A mortalidade pode estar sendo aumentada pelo não tratamento ou pelo tratamento muito retardado, pela não procura dos indivíduos infartados por um atendimento da maneira adequada”.

Segundo Costa, na segunda quinzena de março, quando as medidas de isolamento social foram implantadas de maneira mais ampla, foi observada uma redução em torno de 50% na realização de procedimentos de emergência como a angioplastia.

“Nas primeiras semanas de abril, observamos uma redução em torno de 70%. A principal hipótese é que pacientes mesmo com sintomas de infarto estavam deixando de procurar atendimento médico de emergência por conta do receio de serem contaminados pelo novo coronavírus”, disse Costa, destacando que muitos pacientes acabavam morrendo em casa ou chegavam com um quadro cardíaco grave no atendimento.

O presidente da SBC alerta para a necessidade de as pessoas buscarem atendimento médico para outras doenças que não apenas a covid-19. “Assim, é necessário realizar campanhas públicas para conscientizar sobre a importância do cuidado cardiovascular, mesmo durante esse período desafiador. É de notar que os efeitos deletérios sobre eventos cardiovasculares podem durar mais que a própria pandemia, pois as prevenções primárias e secundárias estão sendo adiadas nesse contexto”, disse Queiroga.


Por: Agência Brasil.

Pagamentos serão feitos nas poupanças digitais da Caixa



Marcello Casal Jr Agência Brasil.

Cerca de 6,5 milhões de pessoas nascidas em janeiro e fevereiro recebem hoje (27) uma nova parcela de R$ 600 (R$ 1.200 para famílias chefiadas por mulheres) do auxílio emergencial do governo federal. O calendário de pagamento é escalonado de acordo com o mês de aniversário do beneficiário e, até o próximo sábado (4), mais de 40 milhões de pessoas devem receber os recursos.

Como os pagamentos são feitos nas poupanças digitais da Caixa, o banco não abrirá as agências.

Durante o dia de hoje e ao longo da próxima semana, a Caixa Econômica Federal fará o crédito da terceira parcela para os beneficiários do lote 1, que receberam a primeira parcela até 30 de abril. Já os beneficiários do lote 2, que tiveram o crédito da primeira parcela entre 16 e 29 de maio, receberão a segunda parcela. E os novos beneficiários do lote 4 receberão a primeira parcela.

O auxílio é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, como forma de fornecer proteção emergencial durante a crise causada pela pandemia de covid-19. Esses lotes de pagamento são para os beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família, ou seja, para aqueles que fizeram o cadastro no site ou aplicativo da Caixa ou que já estavam inscrito no Cadastro Único do governo federal.

 Contas digitais


Todos os beneficiários vão receber o dinheiro em uma conta poupança digital, mesmo aqueles que indicaram conta de outro banco no cadastro. De acordo com a Caixa, a prioridade é manter o atendimento digital, para evitar aglomeração de pessoas nos pontos de atendimento, seguindo os protocolos de prevenção do período de pandemia.

Os beneficiários poderão utilizar os recursos por meio do cartão de débito virtual, disponibilizado no aplicativo Caixa Tem, para compras pela internet ou por meio de maquininhas em lojas físicas. Também é possível realizar o pagamento de boletos e de contas de água, luz, gás e telefone.

Para aqueles beneficiários que quiserem realizar o saque em dinheiro, o calendário de pagamento vai de 18 de julho a 19 de setembro, também de acordo com o mês de nascimento. Nas respectivas datas, havendo saldo remanescente na poupança digital, o valor será transferido automaticamente para a conta que o beneficiário indicou no cadastro, sendo da Caixa ou conta em outro banco.

Outros pagamentos


Sobre o pagamento da segunda parcela para os aprovados no lote 3, que receberam a primeira parcela entre os dias 16 e 17 de junho, a Caixa informou que ainda não tem data definida. Os beneficiários desse grupo poderão fazer o saque em dinheiro da primeira parcela entre 6 e 18 de julho, também de acordo com o mês de nascimento.

Já os beneficiários do auxílio emergencial que estão no programa Bolsa Família, recebem os recursos de acordo com o calendário do programa, sempre nos últimos dez dias de cada mês. Na segunda (29) e terça-feira (30), o banco faz o crédito da terceira parcela para aqueles que tem o Número de Identificação Social (NIS) final 9 e 0, respectivamente.

Para este público, o recebimento do auxílio emergencial é feito da mesma forma que o benefício regular, utilizando o cartão do Bolsa Família ou por crédito na conta da Caixa.

Por: Agência Brasil.


Foto: Deputado Federal Gonzaga Patriota.


Este ano de 2020 é o primeiro São João sem forró, arrastapé dos bons. Já se vão 31 festas juninas sem Luiz Gonzaga, sanfoneiro, cantor e compositor, “Rei do Baião”. Foi o maior intérprete do Sertão. Valorizou os ritmos nordestinos. Levou o baião, o xote e o xaxado para todo o país.

Dentre tantas músicas conhecidas, a exemplo de “Asa Branca”, feita em parceria com Humberto Teixeira, considerada um hino do Nordeste brasileiro, Luiz Gonzaga tem uma composição que relata parte de sua vida: “Respeita Januário”.

Fala de sua juventude, em Exu, Sertão de Pernambuco. Januário José dos Santos, o mestre Januário, seu pai, era “sanfoneiro de 8 baixos”. Com Ana Batista de Jesus (Santana, mãe de Luiz) e mais sete irmãos, Januário era rígido, mas tudo para o bem da família.

Gonzaga, ainda pequeno, ficava olhando o pai tocar sua sanfona. Logo aprendeu a tocar e animar as festinhas da região. Aos 13 anos comprou sua primeira sanfona. O primeiro dinheiro que ganhou foi tocando em um casamento. Ali sentiu que a música era seu destino.

O “Rei do Baião” relata em “Respeita Januário” que fugiu de casa porque queria casar. Como o pai da moça não aceitava e foi afrontado por ele (Gonzaga), acabou reclamando a Januário e Santana que deram um pisa no filho. Daí ele fugiu e só voltou anos depois, já famoso.

A tiracolo Luiz Gonzaga trazia uma sanfona moderníssima, mas antes mesmo de  chegar à casa dos pais, em toda a redondeza lhe informaram que o maior tocador da região era Januário “véi”, que não tinha quem lhe “botasse a perna” no fole de 8 baixos. Por isso Gonzaga descreve sua volta para o Sertão como um regresso majestoso, porém de reverência a Januário, mais “tinhoso” na sanfona.

Na foto acima é possível conferir um momento histórico em que Luiz Gonzaga dança forró com a esposa, Helena, enquanto seu pai, Januário, e sua mãe, Santana, tocam sanfona e zabumba.




Entre as inúmeras notícias de pessoas queridas que se vão, o anúncio da partida de Tia Lola para a eternidade, se junta ao fardo que temos carregado nos últimos dias. Mas é com enorme saudade, mesclada com carinho, que falo da jornalista e escritora Loyde Alves Marques da Silva, a Tia Lola, que tem grande importância em minha vida profissional.

Loyde estava com 100 anos de idade, ou um século de simpatia e generosidade. Na noite de ontem (24/06), ela partiu e deixou três filhos e netos. Ela teve falência múltipla dos órgãos em casa, no Recife.

Durante 26 anos esteve à frente de uma coluna no suplemento infantil Jornalzinho Junior, do jornal Diário de Pernambuco, entre 1967 e 1993. Por isso é tão conhecida por várias gerações de pernambucanos. Ela fazia questão de responder as cartas de leitores mirins. Mas tarde, os bilhetes foram reunidos no livro “Cantinho da Tia Lola”.

Tia Lola recebia cartas das crianças de todo o estado de Pernambuco. Organizava concursos e conseguia livros e jibis, além de outros presentes, para dar à criançada. Sempre se reunia com as crianças e fazia festas com direito a bolo e outras guloseimas.

Nunca fui, pois morava em Surubim e meu pai não deixava. Ficava vendo sempre no sábado o resultado quando o Diário de Pernambuco chegava e eu pegava logo o “Junior”.

Eu mesma escrevi muitas cartinhas e até cheguei a ser sorteada. Não pude ir pegar o prêmio por restrições paternas. Posteriormente, publiquei textos no espaço dela no Diário e depois tornei-me, como muitas daquelas crianças, jornalista.

Fui correspondente de sua coluna em Surubim durante 10 anos. Ela me chamava de Lurdinha Marques. Eu sempre a visitava no Recife e aprendi muito com ela. Tia Lola tinha certa veneração por sua máquina de datilografia a qual chamava de “Fadinha” e fazia tudo nela.

A casa onde morava com seu marido (dentista) e os filhos: Maria Amélia (Melinha), Marcos Antônio (Marquinhos) e Maria Adelaide (Lêsinha) tinha um pomar maravilhoso, pé de manga, numa área enorme. Ela fazia questão de me presentear com mangas.

Certa feita visitou Surubim com toda a família e foi um momento muito especial.  Eu sempre fiz questão de ser identificada como uma de suas “crianças”. Segui a orientação de Tia Lola e, mais tarde, fundei o Jornal Surubim Terra da Gente e Região.

São lembranças doces da Tia Lola! Que o céu a receba para a eternidade.



As inscrições para o Concurso literário “Tensões em Diálogo Por um Mundo Melhor”, encerraram no último sábado, dia 20 de junho. O prazo, inicialmente programado para o dia 20 de maio, foi prorrogado devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. Mas nada impediu o sucesso do concurso que recebeu ao todo mais de 40 inscrições, porém apenas cerca de 34 delas cumprem as normas do edital e estão aptas a serem avaliadas.

O número é considerado expressivo em comparação com outros concursos nacionais de texto para teatro que conseguem cerca de 30% de inscritos em relação a este número. Dramaturgos de todas as regiões do Brasil, a exemplo dos estados de Santa Catarina, Mato Grosso, São Paulo, Pernambuco e Alagoas inscreveram seus trabalhos.

O feito já é comemorado pelo organizador, o padre, professor e ator, Zé Ramos. Ele adiantou que a Comissão Julgadora do concurso já foi formada e que o próximo passo é a análise dos textos inscritos. O resultado do vencedor sairá dia 1 de agosto.

A obra vencedora será encenada, com produção, direção, data e elenco a serem definidos pelos realizadores e também será publicada no formato livreto por uma editora, com uma tiragem mínima de 300 (trezentos) exemplares, ficando o vencedor com 50%, ou seja, com 150 exemplares; e será também publicada em E-book pela Editora Cenário. Os demais classificados nas outras categorias poderão ter suas obras publicadas no formato E-book pela Editora Cenário, onde a mesma fará a comercialização dessas obras via Endereço Eletrônico (www.cenarioeditora.com), conforme contrato firmado após a finalização e resultado do concurso. Essas obras, a critério dos organizadores, poderão ter também a leitura dramatizada em data e local a serem definidos por estes.

Parceria


O concurso está sendo promovido pelo Espaço Reconciliação e a Paróquia de Tracunhaém-PE.
O tema do texto teatral trata das tensões atuais, motiva as pessoas a escreverem diálogos improváveis, mas possíveis de existir cenicamente, entre pessoas, coisas ou seres; e atende os ideais do papa Francisco, no que se refere à “cultura do encontro, para vencer a indiferença...”. Além disso, se alinha com a “comemoração dos 75 anos das Nações Unidas que terá um grande e inclusivo diálogo sobre o papel da cooperação global na construção do futuro que queremos”, proposta pelo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres.
“O Tensões em Diálogo Por um Mundo Melhor”, texto para teatro, premiará textos inéditos nas categorias: Texto Diálogo Para Infância, Texto Diálogo Para Juventude, Texto Diálogo Destinado ao Público Adulto e Texto Diálogo Inter-Religioso. Todos deverão estar escritos em língua portuguesa, por autores brasileiros ou estrangeiros, abordando o tema proposto.

Serviço

Endereço eletrônico: www.espacoreconciliacao.com
Contato: (81) 9 9152.8768




A Eugenia foi criada em 1883 por Francis Galton, e no Brasil se difundiu por Miguel Couto em 1914 na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, e posteriormente sofisticada por Renato Kehl. Foi definida como um estudo que realizou controles sociais, que poderiam favorecer ou piorar a raça humana em gerações futuras. Tal fato ocorreu na segunda guerra mundial, quando o lunático Hitler, quis criar a raça pura ariana, e desencadeou naquilo que conhecemos historicamente por holocausto.

Crescendo e aprendendo desde a infância, no Colégio Nossa Senhora do Amparo, e posteriormente já no ensino médio, agora na Capital pernambucana, no Colégio Contato, a história do Brasil sempre foi clara que somos miscigenados, o povo tupiniquim é formado por brancos, negros, índios, mulatos, cafuzos e os mamelucos ou caboclos, sem deixar de fora as demais raças que imigraram para cá, e contra fatos não há muitos argumentos ou quase nenhum. E em Pernambuco não foi diferente, local nascedouro de uma das capitanias que deu mais lucro como cantava o Rei do Brega Reginaldo Rossi em sua belíssima canção “A minha cidade o meu lugar”. Em suma, somos mestiços, somos um, e não cabem diferenças ou distinções, seja de raça, sexo, cor, idade, nacionalidade ou outro aspecto, sendo isto, um dos objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil, prevista no seu art. 3º, IV da CF/88, bem como o caput, do art. 5º, da Constituição tupiniquim trata da isonomia, ou mais simples, na igualdade de seu povo.

Com a Pandemia causada pelo Sars-Cov-2, desencadeadora da doença chamada Covid-19, estudos foram realizados e até 25% dos casos registrados dependem de internação, e até 8% necessitam de UTI, o que gerou superlotação dos leitos dos hospitais, causando o terror, com mortes, e muitas destas devido à eugenia legalizada, e em Pernambuco não foi diferente, como um dos principais Estados com mais casos da doença confirmados e mortes, mesmo assim, o CREMEPE – Conselho Regional de Medicina em Pernambuco editou a recomendação nº 05/2020, onde tal normativo elege os pacientes conforme a idade, chance de sobrevivência, resposta ao tratamento realizado e se este paciente venha ter seu quadro clínico agravado, perderá o tratamento. Ou seja, uma norma administrativa totalmente inconstitucional, que viola um princípio fundamental previsto no art. 3º, IV da CF/88, e arts. 5º, 6º e 196 também da Constituição, trouxe a ressurreição de um fantasma chamado eugenia, criando assim, em tempos sombrios que é esta praga pandêmica, um racismo legalizado, vindo pessoas que não se enquadram nos requisitos legais da recomendação supra, na maioria dos casos, morrerem, ou irão botar o pé na cova se escapar fedendo, isto, devido apenas um motivo, desvio de dinheiro público, ganância e interesse político, que descamba na corrupção, pois a saúde há muito é sucateada por nossos administradores e o povo é quem paga o pato, com hospitais sem leitos e equipamentos para enfrentar a Covid-19.

Ex positis, é triste uma norma administrativa, que já é inconstitucional desde seu berço, trazer regras de um racismo com tom eugênico, no condão de aniquilar o nosso próprio povo em tempos de Pandemia. Salvem-se quem puder.  

Por: Andrey Stephano Silva de Arruda – Advogado, Pós-graduado em Direito Público, 
em Processo Civil, autor de livros e artigos científicos.



A morte prematura do contador Ubirajara Fabrício da Silva, de 56 anos, na noite desta quarta-feira (24/06), comoveu a sociedade surubinense. Ele era mais conhecido como “Lala Contador”. A causa de sua morte foi infecção abdominal grave, antecedida de duas cirurgias que provocaram complicações em sua saúde.

Em entrevista à Rádio Integração FM, o ex-vereador e atual secretário de Defesa Social de Surubim, Lucio Fabrício, irmão de Lala, informou que o contador estava internado em um hospital da capital pernambucana.

Muito prestigiado e querido pelos surubinenses, Lala Contador trabalhou a parte contábil de inúmeras empresas, a exemplo do Supermercado Ki Preço e da Rádio Integração FM. Ele deixa viúva a esposa Fátima Cardoso e três filhos.
O velório acontece na Casa Mortuária São José, de José Bezerra, no Centro de Surubim. O féretro sairá às 16h para o Cemitério São José.

Além de amigos, empresas e familiares, instituições importantes da cidade prestam a última homenagem a Lala Contador. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Surubim (CDL) publicou a seguinte nota:

“A Câmara de Dirigentes Lojistas de Surubim, em nome de sua presidente, Roberta Aguiar, diretores e colaboradores, vem de público manifestar o mais profundo pesar pelo falecimento do contador Ubirajara Fabrício da Silva, ocorrido nesta quarta-feira (24).

A CDL aproveita a oportunidade para agradecer a importante colaboração de Ubirajara ao movimento lojista do município. Ele que foi um importante parceiro da nossa instituição, em especial na área da Certificação Digital. Muito respeitosamente, prestamos as nossas condolências e deixamos os nossos mais sinceros pêsames”.

Projeto do Executivo segue para análise do Senado



Marcello Casal Jr Agência Brasil.

A Câmara dos Deputados concluiu nesta quarta-feira (24) a votação do projeto de lei que modifica o Código de Trânsito Brasileiro. Entre as alterações está o aumento da validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para dez anos e vinculação da suspensão do direito de dirigir por pontos à gravidade da infração. A matéria segue para o Senado.

De origem do Poder Executivo, o projeto foi entregue à Câmara pelo presidente Jair Bolsonaro em junho do ano passado. Na votação desta tarde, parlamentares aprovaram um dos 13 destaques que pretendiam alterar o texto. Foi retirado o trecho que previa o prazo de cinco anos para os condutores que exercem atividade remunerada em veículo, como motoristas de ônibus ou caminhão, taxistas ou condutores por aplicativo serem submetidos a exames médicos e avaliações psicológicas.

O texto foi aprovado na forma do substitutivo do deputado Juscelino Filho (DEM-MA), que estabelece a validade de dez anos da CNH para condutores com até 50 anos de idade. Atualmente, o prazo é de cinco anos, independentemente da idade do motorista. A validade da habilitação continuará de cinco anos para aqueles com idade igual ou superior a 50 anos. A renovação a cada três anos, atualmente exigida para aqueles com 65 anos ou mais, passa a valer apenas para os motoristas acima de 70 anos. 

 Pontuação


O deputado Juscelino Filho definiu uma escala com três limites pontuação para que a CNH seja suspensa: com 20 pontos, se o condutor tiver duas ou mais infrações gravíssimas; com 30 pontos, se tiver apenas uma infração gravíssima; ou 40 pontos, se não constar entre as suas infrações nenhuma infração gravíssima.

"Em que pese a alegação do governo de que o limite atual é bastante rigoroso, principalmente para aqueles que exercem atividade remunerada ao volante, entendemos que a simples ampliação do limite pode estimular o cometimento de infrações que atentam contra a vida e a integridade física das pessoas”, argumentou Juscelino Filho.

A proposta do governo proposta alterava, de 20 para 40, o limite máximo de pontos que um motorista pode acumular, em até 12 meses, sem perder a licença para dirigir.

Parlamentares estabeleceram multa para quem transportar criança de até 10 anos sem cadeirinha de segurança - Arquivo Agência Brasil

Cadeirinha


Parlamentares estabeleceram multa para quem transportar criança de até 10 anos, que ainda não atingiram 1,45 m de altura, sem a cadeirinha de segurança. Pelo texto, o descumprimento desta regra ocasionará uma multa correspondente a uma infração gravíssima.

Com a determinação, deputados derrubaram o trecho do projeto do governo que previa apenas advertência por escrito, sem a multa, aos condutores que transportarem crianças de até 7 anos sem a cadeirinha.

“A estrutura de crianças até essa idade ainda está em fase de desenvolvimento e, portanto, seus ossos e órgãos são mais frágeis que os de um adulto. Além disso, especialistas afirmam que crianças com idade inferior não tem a destreza suficiente para sustentar-se adequadamente na garupa dos veículos de duas rodas. A medida equipara todas as idades mínimas em 10 anos: para que a criança seja transportada no banco dianteiro ou em motocicleta e para que utilize dispositivo de retenção”, explicou Juscelino Filho.

Exame de aptidão física e mental


A medida prevê que os exames de aptidão física e mental e de avaliação psicológica deverão ser realizados por médicos e psicólogos peritos examinadores, respectivamente com titulação de especialista em medicina do tráfego e psicologia do trânsito, conferida pelo respectivo conselho profissional.

Pelo texto, médicos e psicólogos terão três anos a partir da publicação da lei para obterem essa especialização.

Motocicletas


A proposta permite a passagem de motocicletas, motonetas e ciclomotores entre veículos de faixas adjacentes no mesmo sentido da via quando o fluxo de veículos estiver parado ou lento. Entretanto, o texto define os seguintes critérios:

- Havendo mais de duas faixas de circulação, a passagem somente será admitida no espaço entre as duas faixas mais à esquerda.

- Havendo faixa exclusiva para veículos de transporte coletivo à esquerda da pista, esta será desconsiderada para passagem de motocicletas.

- Não será admitida a passagem entre a calçada e os veículos na faixa a ela adjacente.

- A passagem de motocicletas, motonetas e ciclomotores entre veículos de faixas laterais deve ocorrer em velocidade compatível com a segurança de pedestres, ciclistas e demais veículos.

- Os órgãos locais poderão implementar áreas de espera específicas para esses tipos de veículos  junto a semáforos, imediatamente  à frente da linha de retenção dos demais veículos, na forma definida pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Recall


O texto aprovado torna a convocação de concessionárias para o reparo de defeitos nos veículos uma condição para o licenciamento anual do veículo a partir do segundo ano após o chamamento para o recall.

Segundo o relator, são frequentes os casos de descumprimento desses chamados. “A ideia [da proposta] é reduzir o tempo em que o veículo circulará com recall pendente, minimizando o risco de acidentes de trânsito”, completou o deputado.

Cadastro positivo de condutores


O texto cria o Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), no qual deverão constar os dados dos condutores que não cometeram infração de trânsito sujeita a pontuação, nos últimos doze meses. Entre os objetivos do cadastro está a possibilidade de concessão de descontos na contratação de seguros.

“Com esse cadastro, esperamos estimular a condução responsável, premiando os bons condutores. Para isso estamos propondo sorteio anual do valor correspondente a 1% do montante arrecadado pelo Fundo Nacional de Segurança e Educação de Trânsito (Funset) aos condutores cadastrados. Também estamos possibilitando aos entes federados a utilização do cadastro positivo para conceder benefícios fiscais e tarifários”, argumentou Juscelino Filho.

Bolsonaro


Na noite de hoje, o presidente Jair Bolsonaro citou em sua conta pessoal no Twitter a aprovação do projeto na Câmara, destacando o aumento do prazo para renovaçã da CNH e o aumento dos pontos para suspensão da carteira.



  1. Por: Agência Brail.



A Associação de Proteção a Maternidade e a Infância (Apami) - Hospital São Luiz de Surubim, está com uma campanha para arrecadar tecidos, alimentos, produtos de limpeza e outros gêneros de necessidade cotidiana da unidade de Saúde.

O diretor do Hospital, o pneumologista Dr. Gildo Ferreira Lima, acredita na possibilidade de uma mobilização da sociedade surubinense e da região em prol da campanha. Profissional humano e caridoso, Dr. Gildo é bastante conceituado na sociedade pernambucana e conhecido na região do Agreste Setentrional como um médico que atende demandas de pacientes de todas as classes sociais, com destaque para os mais excluídos socialmente.  

O Hospital São Luiz foi idealizado pelo saudoso Monsenhor Luiz Ferreira Lima e inaugurado em 06 de dezembro de 1953. Vem funcionando initerruptamente durante todos esses anos, prestando assistência médica hospitalar, ambulatorial e de emergência 24h. É considerado unidade hospitalar de referência para o Sistema Único de Saúde-SUS, atendendo a população do município de Surubim e mais nove municípios vizinhos. Por sua direção passou o também pneumologista Alcides Ferreira Lima, pai do Dr. Gildo e ex-secretário de Saúde do Estado de Pernambuco.

A campanha está focada na empatia e na solidariedade. Quem preferir fazer a doação em dinheiro os dados são: Ag. 1295 – Op. 003 – c/c. 492-0, Associação de Proteção a Maternidade e a Infância de Surubim (Caixa Econômica Federal). O doador também pode comparecer à Rua Maria Barbosa S/Nº-Centro, Surubim–PE, onde funciona o hospital. Fone: 81–3634-1192.

História


A Apami foi fundada em 15 de novembro de 1946 e é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, beneficente e filantrópica. A Associação mantém um complexo hospitalar, denominado de Hospital São Luiz inaugurado em 06 de dezembro de 1953 que funciona ininterruptamente, prestando assistência médica hospitalar, ambulatorial e de emergência.

Em março de 2014, a Associação firmou com a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco o Contrato de Gestão nº 003/2014, para operacionalização e execução das ações serviços de saúde na UPAE Dr. José Nivaldo Barbosa de Souza – UPAE Limoeiro, localizada à margem da PE 90, S/Nº, Fazenda Livramento, no município de Limoeiro/PE.

Procurando cada vez mais ampliar e aperfeiçoar a assistência prestada, o Conselho de Administração não mede esforços em melhorar suas instalações e equipamentos, para servir de forma qualitativa e humanitários, dentro dos princípios da filantropia que norteiam suas ações e objetivos estatutários.




Foi aprovado, na Câmara Municipal, o projeto de lei da gestão municipal que isenta as pessoas de baixa renda da cobrança da tarifa de iluminação pública. A isenção terá caráter excepcional é temporário enquanto perdurar o estado de calamidade púnica e situação de emergência de saúde pública.

Esta ação vai beneficiar as famílias  mais vulneráveis e impactadas pelos efeitos da crise econômica, em meio à pandemia do novo corona vírus, que assola os municípios do Brasil.
Para receber o benefício, o consumidor deverá estar devidamente cadastrado na Celpe como categoria de Tarifa Social e não poderá ultrapassar os 220 (duzentos e vinte) kWh/mês.




O ITV Odonto, um dos consultórios odontológicos mais conceituados do Nordeste, comunica o reinício dos atendimentos eletivos de forma lenta e gradual, seguindo o rigoroso protocolo de biossegurança recomendado pelas autoridades sanitárias e pelo Conselho Regional de Odontologia.
Com sede no Recife, o ITV tornou-se referência pela excelência profissional em Odontologia e é coordenado pelo Prof. Dr. Fernando Luiz Tavares Vieira, que atua com outros profissionais da Odontologia, incluindo seu filho, o também Prof. Dr. Carlos Eduardo Vieira.
Através do Instituto Tavares Vieira (ITV), Dr. Fernando Vieira promove cursos na área da Odontologia e mantém parceria com algumas Faculdades, entre elas a Universidade Feral de Pernambuco (UFPE).

Aproveitando a volta das atividades, o Instituto Tavares Vieira coloca à disposição de todos a possibilidade de se inscreverem e garantirem as suas vagas nos Cursos que o ITV deve retomar em breve serão .

Para agendar atendimento, o ITV Odonto solicita que os pacientes liguem para o 81 3268.2558 e 99550.5251.

Diretor


Diretor do ITV Odonto, o Prof. Dr. Fernando Luiz Tavares Vieira completa em julho de 2020, 44 anos de atuação clínica. É graduado em Odontologia pela Universidade Federal de Pernambuco (1976), é especialista em Metodologia do Ensino Superior para a área de Saúde, possui mestrado em Odontologia com área de concentração em Endodontia pela Universidade Federal de Pernambuco (2001) e doutorado em Dentística Restauradora pela Universidade de Pernambuco (2004). Atualmente é professor adjunto 4 do Departamento de Prótese e Cirurgia Buco Facial da Universidade Federal de Pernambuco em regime de dedicação exclusiva, atuando na disciplina Clínica de Prótese". Possui Cursos de Aperfeiçoamento em Prótese Fixa, Implantodontia e Prótese sobre Implantes. Tem experiência na área de Odontologia restauradora, com ênfase em Reabilitação Oral, atuando principalmente nos seguintes temas: estética, educação odontológica, dentística, prótese, implante e próteses sobre implantes. Possui parceria como formador de opinião com diversas empresas da área odontológica, entre as quais a Dentsply, 3M, FGM, DMC, Angelus, SDI, ministrando cursos e conferências em Congressos, Jornadas e outros e eventos científicos. Ao longo dos 32 anos de vivência clínica, tem destacada atuação com grande produção de casos clínicos.


Há 19 dias o Estado permanece com índice de contaminação abaixo de 1



Testes de Coronavírus - Foto: Bruno Concha/Secom

Com o resultado de 19 dias com a taxa de contágio abaixo de 1, Pernambuco se tornou o estado brasileiro com um dos menores contágios do novo coronavírus no Brasil. De acordo com o grupo Covid-19 Analytics, formado por pesquisadores de diversas áreas da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro além de instituições parceiras, esse resultado mostra uma tendência de estabilização nos casos doença. A análise está disponível no site https://covid19analytics.com.br/

De acordo com a ferramenta, a taxa de contágio em Pernambuco está em 0,87. Esse indicador aponta para quantas pessoas cada infectado transmite a doença.  Quanto mais alto o valor, maior a velocidade de transmissão e maior o risco de uma possível sobrecarga no sistema de saúde. Pesquisadores ao redor do mundo consideram que as medidas de restrição e isolamento social só podem ser relaxadas, sem risco para o sistema de saúde, se esse número estiver abaixo de 1.

Em todo o País, dez Estados estão na faixa abaixo de 1, contudo apenas três mantém esse status há mais de 10 dias: Pernambuco (19 dias), Acre (15) e Amazonas (14). Os outros são: Rio de Janeiro (8), Rio Grande do Sul (7), Santa Catarina (7), Ceará (6), Tocantins (6), Maranhão (4) e Roraima (3). Outros 15 estados estão na faixa intermediária, com taxa entre 1 e abaixo de 1,5, e dois com taxa a partir de 1,5.

"Esse estudo da PUC ratifica o que estamos conseguindo vivenciar na prática, com a diminuição nas solicitações e nas taxas de ocupação dos leitos de UTI, diminuição dos casos graves e dos óbitos nas últimas semanas. Apesar desses dados positivos, não é momento de comemorar, nem de relaxar, precisamos manter todas as medidas de higiene e segurança, continuar com o isolamento social e usando máscaras quando for necessário sair de casa, para que tenhamos cada vez menos adoecimentos pela Covid-19", afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Segundo o Covid-19 Analytics, as taxas são calculadas a partir dos dados de casos e mortes divulgados diariamente. O grupo ainda ressalta que as análises "se tornam mais confiáveis conforme a região se estabiliza em uma determinada faixa de número de reprodução por muitos dias".

Ainda de acordo com a análise, se o fluxo de contágio permanecer baixo, a previsão é de que, até o dia 29 de junho o Estado alcance a média de 57 mil casos e 5 mil mortes. O número de casos confirmados atualizados nesta terça-feira pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) é de 46.247, e o de óbitos totalizou 3.959.

Confira abaixo o gráfico de previsão de novos casos:





Confira abaixo o gráfico de previsão de novos óbitos:




Por: Folha de Pernambuco.

Os pesquisadores liderados por uma equipe da Universidade de Oxford administraram a dexametasona, que tem um potente efeito anti-inflamatório



Coronavírus - Foto: Divulgação

O tratamento com o corticoide dexametasona reduz em um terço a mortalidade entre os pacientes mais graves de Covid-19 - apontam os primeiros resultados de um grande teste clínico anunciados nesta terça-feira (16).

"A dexametasona é o primeiro medicamento que observamos que melhora a sobrevivência em caso de Covid-19", anunciaram os autores do estudo britânico Recovery.

Após o anúncio, o governo do Reino Unido informou que começará imediatamente a administrar o corticoide aos pacientes com Covid-19.

Os pesquisadores liderados por uma equipe da Universidade de Oxford administraram a dexametasona, que tem um potente efeito anti-inflamatório, a mais de 2.000 pacientes em estado grave.

De acordo com os resultados preliminares, entre as pessoas que conseguiam respirar apenas com o auxílio de um respirador, a dexametasona reduziu as mortes em 35%, enquanto a taxa de mortalidade caiu 20% entre os que recebiam oxigênio.

"É um grande avanço na busca de novas maneiras de tratar enfermos da Covid-19", afirma em um comunicado o doutor Stephen Powis, diretor médico do NHS, o Serviço Nacional de Saúde britânico.

"O benefício em termos de sobrevivência é importante entre os pacientes que precisam de oxigênio. Para eles, a dexametasona deveria virar o tratamento base a partir de agora", disse um dos coordenadores do teste Recovery, o doutor Peter Horby, da Universidade de Oxford.

"A dexametasona é barata, já é comercializada e pode ser utilizada imediatamente para salvar vidas no mundo", completou.

Ao mesmo tempo, o estudo mostrou que o medicamento não tem nenhum benefício para os pacientes que não precisam de assistência respiratória.


Por: Folha de Pernambuco.

Empresa seria constituída por 'laranjas'. Segunda operação mira contratos de outras prefeituras



Parte do material apreendido nas buscas da PF - Foto: Divulgação/PF

A Operação Antídoto, deflagrada pela Polícia Federal (PF) nesta terça-feira (16), investiga contratações emergenciais firmadas pela Prefeitura do Recife (PCR), através da Secretaria Municipal de Saúde, e a empresa FBS Saúde Brasil Comércio de Materiais Médicos Eireli. Segundo investigações iniciais da polícia, a empresa foi favorecida em 14 dispensas de licitação superiores a R$ 81 milhões em insumos para o enfrentamento à Covid-19 na capital pernambucana.

As investigações têm apoio da Controladoria-Geral da União (CGU) e cumprem seis mandados de busca e apreensão. Segundo a PF, a empresa estaria constituída em nomes de laranjas e não teria capacidade operacional para cumprir com o estabelecido nos contratos.

Diversas irregularidades nos procedimentos de dispensa realizados foram encontrados. Segundo as investigações, o propósito era justificar a contratação da FBS Saúde Brasil. Os crimes investigados são falsidade ideológica, peculato (desvio de dinheiro público) e dispensa indevida de licitação, sem prejuízo de outros que possam surgir no decorrer da apuração.

Operação Casa de Papel


Uma segunda operação da PF deflagrada nesta terça, também em parceria com a CGU, investiga contratos de R$ 9 milhões assinados pela PCR e outras prefeituras pernambucanas com a empresa AJS Comércio e Representação LTDA. para fornecimento de materiais médico-hospitalares para enfrentamento à pandemia. A polícia ainda não divulgou as demais cidades envolvidas.

Denominada Casa de Papel, a operação verificou que a empresa contratada era de fachada e constituída em nome de laranjas. Além disso, os verdadeiros donos eram um grupo econômico favorecido há quase uma década por contratações públicas milionárias, especialmente em atividades de gráfica.

"A investigação constatou que boa parte dos recursos públicos recebidos era sacada em espécie ou então remetida para contas de 'laranjas' ou de empresas fantasmas, onde eram igualmente sacados em espécie, e geralmente de maneira fracionada - para não chamar a atenção dos órgãos de controle. Suspeita-se que o dinheiro vivo era utilizado para pagar propina a políticos envolvidos nas contratações", diz a PF.

Ao todo, 160 policiais federais cumprem 35 mandados de busca e apreensão que têm por objetivo investigar os crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, corrupção ativa e dispensa indevida de licitação.

O que diz a Prefeitura do Recife


Em nota, a PCR informou que as compras foram realizadas de acordo com as exigências de Lei 13.979/2020, que autoriza a dispensa temporária de realização de licitação para aquisição de bens e serviços durante a pandemia de Covid-19. Confira a nota na íntegra:

A Prefeitura do Recife informa que as compras às empresas Saúde Brasil e AJS Comércio e Representações foram realizadas cumprindo todas as exigências da Lei 13.979/2020.

Todos os processos dessas empresas foram enviados anteriormente por iniciativa da Prefeitura ao Tribunal de Contas, Ministério Público Federal e, por solicitação, à Polícia Civil.

Os preços estão de acordo com os praticados no mercado e toda documentação exigida pela lei foi apresentada.

Todos os materiais comprados já foram recebidos e estão em uso nas unidades de saúde da emergência da COVID-19.

O valor total das compras realizadas e recebidas foi de R$ 7,5 milhões da empresa AJS e R$ 15,5 milhões da empresa Saúde Brasil.

A Prefeitura continua à disposição de todos os órgãos de controle para esclarecer o que for necessário e reafirma que todos os processos cumpriram as exigências legais.

O que diz a Prefeitura de  Olinda


 Em nota, a Prefeitura declarou que não houve nenhum tipo de violação ou fraude durante a compra dos produtos e que apoia a ação da Polícia Federal. Confira a nota na íntegra:

A Prefeitura de Olinda reafirma a legalidade dos processos da Secretaria de Saúde, a qual tem desempenhado um trabalho incontestável em favor da população nessa Pandemia.

A Prefeitura recebeu a operação da Polícia Federal deflagrada em diversos municípios do estado, dentre eles, Olinda. Os valores dos produtos recebidos somam o montante de R$ 282 mil, sendo que o material foi contratado no preço de mercado, foi efetivamente entregue e o valor da compra ainda nem foi pago.

A Prefeitura apoia toda forma de investigação e apuração e se coloca à disposição, não apenas da Polícia Federal, como também de todos os órgãos de fiscalização e controle.

O que diz a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho


Em nota, a Prefeitura diz que não é alvo da investigação, mas afirma que comprou os produtos como EPIs e enxoval hospitalar na empresa que está na mira da investigação da PF. Porém, segundo a gestão, as compras foram realizadas baseada nos preços do mercado. Confira a nota na íntegra:

A Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho esclarece que a operação realizada hoje pela Polícia Federal no Centro Administrativo Municipal investiga a empresa AJS Comércio e Representações. O Governo Municipal não é alvo da investigação.

 A Gestão Municipal, além de vários outros municípios como Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Primavera realizaram compras nesta empresa.

O Cabo, especificamente, efetuou compras de EPIs e enxoval hospitalar, observando os valores praticados no mercado. Todo o processo de aquisição dos produtos foi de acordo com a Lei 13.979/2020 e não houve prejuízos aos cofres públicos. Todo o material já foi recebido e vem sendo utilizado no combate ao COVID 19 nas unidades de saúde do município, bem como nas ações preventivas.

O valor da compra foi de R$ 509 mil.

A Prefeitura reitera que está à disposição dos órgãos de controle para quaisquer esclarecimentos.


Por: Folha de Pernambuco.
Barragem rompeu por conta da força das água - Foto: Reprodução

A barragem Guilherme Pontes, na zona rural de Sairé, no Agreste de Pernambuco, se rompeu na tarde desta segunda (15), atingindo o munícipio e cidades vizinhas, como Barra de Guabiraba. O rompimento ocorreu por conta do aumento no volume da água causado pelas fortes chuvas que atingem o estado. A estrutura fazia o represamento do rio Sirinhaém, que corta várias lugares da região, e o incidente fez a Defesa Civil de Pernambuco colocar em alerta comunidades que vivem nas margens do local, devido à possibilidade de enchentes e alagamentos.
"O volume de água que está passando no rio Sirinhaém é muito forte. Essa barragem já tinha 20 anos de construção e, infelizmente, não aguentou o volume das chuvas. Quando ela 'sangrou' por cima do paredão, houve o rompimento, trazendo a água com volume grande, até chegar em Barra de Guabiraba. A prefeitura tem tomado as precauções, está comunicando os ribeirinhos e mandando o alerto para os (municípios) vizinhos. Essa quantidade de água nunca foi vista na cidade", afirmou o prefeito de Sairé, Fernando Pergentino.

Em nota, a Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos, por meio da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), informou que está acompanhando o rompimento da barragem. O monitoramento é realizado com o apoio da Secretaria Executiva de Defesa Civil de Pernambuco.

De acordo com a localização aproximada, pois a barragem particular não foi cadastrada pelo empreendedor, trata-se de uma barragem de terra com cerca de 8m de altura, 120m de comprimento e acumulação da ordem de 350mil metros cúbicos. O reservatório está construído em curso d’água afluente ao rio Sirinhaém. Dessa forma, é recomendado à população seguir as orientações da defesa civil de seu município.

Nas últimas 48´horas, Sairé registrou um volume acumulado de chuvas de 112mm, 100% volume total esperado para o mês de junho. A previsão do tempo para a região agreste para esta terça-feira (16) é de tempo parcialmente nublado com pancadas de chuva de forma isolada no período da tarde e noite com intensidade fraca a moderada.

A Defesa Civil do Estado informa que vem acompanhando todos os municípios que foram atingidos com os maiores volumes de chuvas nas últimas 24 horas. Na central de atendimento, houve o registro de alagamentos em diversas cidades do Agreste e Zona da Mata, sendo que no município de Rio Formoso foram registrados 10 deslizamentos de barreiras e oito famílias desalojadas. Até o momento, não houve o registro de vítimas.

Na terça pela manhã, as equipes técnicas visitarão os principais municípios atingidos com os Grupos de Apoio a Desastres, verificando a situação e orientando as Defesas Civis Municipais na atuação de recuperação e resposta aos danos causados pelas chuvas.


Por: Folha de Pernambuco.

A substância também demonstrou ter efeito positivo em adiar a progressão da dor e a necessidade de se iniciar quimioterapia citotóxica



Novembro azul é uma campanha dedicada à prevenção do câncer de próstata - Foto: Reprodução/Internet

Novos dados de um estudo publicado no The New England Journal of Medicine e divulgados no último dia 29 de maio apontam que o uso de darolutamida, um medicamento para o tratamento do câncer de próstata, reduziu em 31% o risco de morrer entre pacientes com esse tipo de tumor sem metástase e resistentes à castração (quando a doença continua progredindo apesar do tratamento hormonal).

De acordo com os resultados da pesquisa, que foi realizada com 1.059 homens, o grupo experimental (que recebeu o remédio) apresentou sobrevida média de 40,4 meses, enquanto grupo controle (que recebeu o placebo) teve sobrevida média de 18,4 meses.

Os dados foram apresentados após o fim da fase 3 da pesquisa Aramis, como é chamada. Resultados anteriores já indicavam os benefícios da administração do fármaco, mas foram necessários novos testes para "amadurecer" as informações, segundo o estudo.

Além disso, a darolutamida também demonstrou ter efeito positivo em adiar a progressão da dor e a necessidade de se iniciar quimioterapia citotóxica (com remédios tóxicos à célula) e em reduzir lesões esqueléticas.

Também não ocorreram no grupo experimental alterações significativas que indicassem efeitos colaterais da administração do remédio, o que, segundo os pesquisadores, reitera a segurança do fármaco.

A darolutamida foi aprovada para uso no Brasil em dezembro de 2019 sob o nome de Nubeqa. O remédio faz parte da categoria dos antiandrogênicos, mais conhecidos como bloqueadores de testosterona. Esses medicamentos são utilizados na hormonioterapia contra o câncer de próstata. Isso porque os antiandrogênicos bloqueiam os receptores de testosterona e da DHT (diidrotestosterona), uma vez que esses hormônios, produzidos pelos testículos, estimulam o crescimento do tumor.
Em 2017, mais de 15 mil homens morreram por causa do câncer de próstata no Brasil, de acordo com o Inca (Instituto Nacional do Câncer). A estimativa do instituto para 2020 é de que haja 65.840 novos casos da doença.

Para o urologista Flávio Trigo, do Hospital Sírio-Libanês, a darolutamida pode beneficiar um grupo de homens que se encontram "no limbo". São pacientes cujo tratamento hormonal de castração química não impediu o avanço da doença, mas que também não estão em fase metastática.

"Esse remédio compete com os outros já temos no mercado, mas quem se beneficia é o paciente que já fez radioterapia, cirurgias e mesmo assim tem resultados do exame de PSA (exame que pode indicar o tumor) que continuam a subir, sem haver metástase", afirma. O PSA (antígeno prostático específico) é uma proteína produzida pela próstata e que acompanha o crescimento natural da próstata e, também, do tumor em casos da doença. Dessa forma, é possível detectar alterações nas medições normais e acompanhar a evolução da doença.

Com o aumento natural da próstata, aumenta também a chance de desenvolver câncer nessa região. Por essa razão, cerca de 75% dos casos no mundo são detectados em pessoas com idade superior a 65 anos, de acordo com o Inca.

De acordo com Trigo, esses pacientes que já se trataram e tiveram alguma melhora estão "escapando" do tratamento, ou seja, o tumor está localizado e pode ser tratado ou removido por cirurgia, porém, devido à melhora, não há procura da parte do paciente por um oncologista. "Eles precisam ser melhor identificados e tratados. Esses homens poderiam ser muito beneficiados mesmo pela radioterapia e pela cirurgia. Cerca de 80% seriam curados", disse.

Homens negros têm 33% mais chance de morrer O estudo também se debruçou sobre a raça e gênero dos homens diagnosticados com câncer de próstata. Os resultados indicam que homens negros têm 33% mais chance de morrer após diagnóstico do que homens brancos.

Situação ainda mais preocupante se revela quando comparadas as chances de índios americanos e nativos do Alasca, cuja chance de morrer é 51% maior do que a de homens brancos.

A principal razão para isso é a desigualdade social. Com menor renda e acesso à saúde, homens não brancos têm menos facilidade em prevenir, detectar e tratar o tumor.



Por: Folha de PE.