Homenagem a Mário Júnior, fundador do Carnaval das Meninas Virgens de Surubim, um dos eventos mais importantes da cidade

0 Comments
Mário Júnior - Fundador do Carnaval das Meninas Virgens de Surubim.


“Ó abre alas que eu quero passar.” Tudo surge de uma iniciativa. E foi assim em Surubim. Quase no final do século passado, em 1986, um jovem cabeleireiro teve a ideia de juntar os amigos, após o carnaval oficial, para se vestirem de mulher e saírem desfilando pelas principais ruas da cidade de Surubim. Esse jovem  era conhecido por Mário Junior, muito criativo e talentoso.

Os anos foram se passando e o bloco das Meninas Virgens de Surubim, fundado por Mário Junior, aos poucos foi ganhando espaço e se tornou umas das festas mais importantes do município. Já que, a cada ano, mais homens se juntavam aos veteranos para desfilarem vestidos de mulher, e o que começou simples, tornou-se uma grande festa de alegria, no ritmo do frevo, das marchinhas e de tantos outros ritmos carnavalescos.

Mário Junior, como sempre, em todo carnaval das Meninas Virgens de Surubim abrilhantava a festa com um figurino estiloso, irreverente e ousado. Em sua alma feminina, mas com o respeito que conquistou, abria o desfile no carro principal, desfilando pela Avenida de São Sebastião, principal cortejo da festa carnavalesca surubinense. E não havia quem não percebesse sua presença, quem não ficasse curioso para saber qual a fantasia que havia escolhido e muitos acenavam em sua passagem pela avenida. E ele sorria demonstrando a maior felicidade por estar realizando a abertura de  mais um carnaval surubinense.

O carnavalesco Mário Júnior deu ao desfile das Meninas Virgens de Surubim uma identidade própria, ele amava desfilar, gostava do que fazia, era parte de sua vida. Ele mostrou que os surubinenses também podiam brincar carnaval, mesmo que fosse uma semana após a festa oficial do Rei Momo. E, dessa forma, o carnaval de Surubim cresceu a cada ano, sendo prestigiado não só pelos surubinenses, como também pelos foliões das cidades vizinhas e até da capital pernambucana. Todos se uniam para prestigiar a alegria desta festa maravilhosa.

Depois, só depois de Mário Júnior é que vieram os trios elétricos, os patrocínios, o surgimento de outros blocos, os abadás. E o carnaval que começou como uma simples brincadeira hoje faz parte do carnaval oficial de Pernambuco, cujo slogan é “ O carnaval de Pernambuco termina em Surubim.”


Trajetória de Vida de Mário Júnior


Mário Barbosa Júnior nasceu em 19 de outubro de 1959 e morreu aos 53 anos, vitimado por doença incurável. Ele era um dos mais solicitados cabeleireiros da cidade.

No setor público, exerceu a função de Diretor do Meio Ambiente, na Prefeitura Municipal de Surubim. Nos anos de 1979 a 1981 morou em Brasília, e chegou a ser cabeleireiro da ex-primeira dama do Brasil, Dulce Figueiredo, esposa do então presidente João Batista Figueiredo.  Além de cabeleireiro, era decorador de salões de festas e confeccionava arranjos de noiva. Era simpático e muito querido. 


Eternas saudades de Mário Junior. Sua presença física não está mais aqui, mas seu espirito deve permanecer, pois quem cria a história não pode ser esquecido por ela. 

Mário Júnior - Fundador do Carnaval das Meninas Virgens de Surubim.

Mário Júnior - Fundador do Carnaval das Meninas Virgens de Surubim.

Mário Júnior - Fundador do Carnaval das Meninas Virgens de Surubim.






You may also like

Nenhum comentário: